Como fazer a pátina provençal em seus móveis e objetos

Belíssimo armário com pátina provençal

 

A pátina costuma transfomar móveis, objetos e até paredes. E por regra pode ser aplicada em qualquer tipo de madeira, desde as maciças até os MDFs, inclusive fórmica. É claro que a durabilidade está vinculada à essa superfície. A fórmica terá uma vida útil bem menor que a madeira, mas recebe a pátina numa boa.

Se você gosta do estilo provençal, ou, do agora muito na moda, Shabby, com certeza poderá economizar muito, redecorando seus móveis e aprendendo a aplicar você mesmo a técnica da pátina provençal, dando aquele ar envelhecido e romântico aos seus pertences.

A pátina tem muitas variações, já ensinei pra vocês uma outra técnica com vela. Entre outras coisas usamos desde a sobreposição de cores, o lixamento, o polimento e por aí afora. Você inclusive pode misturar várias delas até conseguir o efeito que deseja no seu móvel. Tudo vai de adquirir prática e ter paciência, sempre o nosso ingrediente principal.

 

Como fazer a pátina


Material para fazer a pátina provençal Prepare:

  • Três tipos de lixa, grossa, média e fina
  • Um pincel redondo, um pincel achatado pequeno e um achatado largo
  • Uma esponja áspera, um tecido macio, palha de aço nº00 e nº 000
  • Tinta PVA branca para a base
  • Tintas em dois tons, um mais claro ou branco e outro na cor desejada. Aqui usaremos o cinza e um ocre.

 

Pra começar, lixar. Essa primeira etapa é muita chata mas muito importante.

 

Lixando e limpando a madeira Passando a base primer na madeira

Lixe com a lixa mais grossa. Não esqueça das frestas, dobras e relevos. Limpe a poeira e lixe uma segunda vez com a lixa média. Limpe bem novamente e lixe pela terceira vez com a lixa fina. Lave a peça e deixe bem limpa.

Com o pincel redondo passe a base PVA branca em toda a peça. Não precisa ficar perfeito, mas não deve ficar nenhuma fresta em madeira. Pinte os relevos e os buracos. Espere secar de 3 a 5 horas, na sombra.

 

 

Alisando asperezas com palha de aço Pintando a tinta clara

Depois de seco lixe novamente com a palha de aço. Ela é muito fina e vai retirar qualquer marca de pincel, deixando a superfície lisa para receber a tinta. Limpe bem com um pano úmido.

Com o pincel achatado largo, pinte todo o objeto com a tinta mais clara. Aqui usamos cinza, mas você pode usar o branco. Nas frestas e relevos use o pincel achatado estreito. Deixe secar por até 2 dias se for preciso.

 

 

Destacando os relevos para a pátina

Lixando as superfícies, bordas e quinas para a pátina

Com o pincel chato estreito, pinte com a tinta mais escura, os relevos e os pontos onde quer dar o destaque do desgastado. Mais uma vez espere secar muito bem.

Depois de bem seco, lixe com a palha de aço. Vá retirando as camadas de tinta, com menos força onde deseja que o branco permaneça, e com mais força onde deseja que a madeira venha à tona. É isso que dará “idade” ao seu objeto.

 

A sua pátina está praticamente pronta, mas se você desejar dar um ar mais envelhecido, veja a próxima etapa.

 

Ressaltando o aspecto envelhecido com tinta diluída Desgastando as superfícies

Dilua um pouco da sua tinta mais clara em água. Com o pincel largo dê pinceladas no objeto e imediatamente limpe o excesso com um pano seco. Vai parecer que está manchando, mas é esse mesmo o efeito que queremos.

Depois de bem seco, use a lixa fina para desgastar os relevos, bordas e quinas do seu objeto, deixando a madeira novamente aparente. Ao terminar você terá muitas nuances de cores, da madeira até a cor mais clara.

 

A sua peça está pronta. Não é necessário passar verniz, pois a pátina provençal não usa esse acabamento, mas se você fizer questão, use verniz a base de água.

 

  • Não importa qual a técnica de pátina que você vai usar, lembre sempre que tudo começa com uma superfície bem limpa. Se você pensa em fazer pátina num móvel que já tenha uma cobertura, de tinta, verniz ou cera, lembre-se de que terá que retirar toda ela antes de começar a patiná-la. Nesse caso, use o removedor adequado para o produto que quer retirar e deixe sua peça limpinha para começar.


  • Outra dica é fazer um teste numa pequena superfície escondida do seu móvel, para não se aborrecer depois. Teste, confira se deu tudo certo e depois, mãos à obra.


  • Mostramos o tutorial numa peça, mas a técnica pode ser aplicada a qualquer superfície.


  • Lembrem que vocês podem usar as cores que desejarem para essa técnica, mas o estilo provençal usa obrigatoriamente o branco como cor predominante.


 

Fonte: Le Journal de Femmes

, , , , , , ,

155 Responses to Como fazer a pátina provençal em seus móveis e objetos

  1. FATIMA 1 de maio de 2015 at 23:31 #

    CRIS!!! PARABÉNS!!! ALÉM DE FAZER COISAS LINDAS,VC TEM UM DOM MUITO LINDO A PACIÊNCIA DE ENSINAR ( EXPLICAR PASSO A PASSO) E O AMOR PELO ARTESANATO. EU TAMBÉM AMO O ARTESANATO E TENTO EM FAZER E DÁ CERTO SEMPRE.NÃO TIVE NINGUÉM PARA ME ENSINAR SEMPRE NA CURIOSIDADE. PENA QUE SÓ AGORA DESCOBRI O SITE HOJE. MAS NÃO DEIXAREI NEM UM DIA DE VER AS NOVIDADES. DEUS LHE ABENÇÕE COM ESSAS MAÕS MAGICA. ABRAÇOS// FÁTIMA

    • Cris Turek 5 de maio de 2015 at 12:40 #

      Nunca é tarde Fatima e ainda teremos muito tempo e ideias para brincar juntas aqui na Vila. Beijos.

  2. Solange Fideles da Silva 23 de novembro de 2014 at 22:09 #

    GOSTARIA DE FAZER PÁTINA ESTILO SHABBY CHIC NOS MÓVEIS DE CASA. PENSEI EM USAR BRANCO,BEGE, MARROM, SALMÃO E DOURADO. ESSAS CORES COMBINAM? COMO FAÇO PARA EQUILIBRÁ-LAS. QUERIA QUE A CASA FICASSE COM UM AR LEVE E ACONCHEGANTE MAS NÃO FEMININA DEMAIS, JÁ QUE NÃO MORO SOZINHA. SERÁ QUE PODERIA INDICAR OS NOMES EXATOS DESSAS CORES E QUAL MARCA E TIPO DE TINTA ESCOLHER, PARA QUE CONSIGA HARMONIZÁ-LAS. É O MEU PRIMEIRO TRABALHO EM PÁTINA E ESTOU APREENSIVA. ADOREI A MATÉRIA E AGUARDO SUA AJUDA. BJS

    • Cris Turek 3 de dezembro de 2014 at 15:46 #

      Solange a pátina pede no máximo 3 cores pra não ficar exagerada, mas é seu espaço e você é quem deve definir o que você gosta mais. As cores exatas eu não tenho, você deve conferir catálogos nas lojas de tintas. Agora marca tem tantas boas: Suvinil, Coral, Iquine.Troque ideias na loja que eles estão mais preparados pra tirar esse tipo de dúvida.E dica: comece com uma peça pequena pra ganhar confiança. Beijos.

  3. monica 15 de junho de 2014 at 14:26 #

    olá obrigada pela dica. tenho um cristaleira de compensado e revestido de mogno, e como estou mudando toda a decoraçao da sala, o mogno ficou bem fora do contexto.
    nao sei se faço a pintura provençal eu mesma ou contrato. tenho medo de fazer errado. quero ela branca com pequenas nuances de provençal.

    • Cris Turek 16 de junho de 2014 at 14:42 #

      Monica você pode tentar e se achar que não ficou como queria aí sim contratar alguém. A questão será encontrar quem faça para você em sua cidade. São coisas para se analisar.Eu tentaria fazer, 😉

  4. Socorro Lassance 18 de fevereiro de 2014 at 13:19 #

    Muito lindo seu trabalho. Gostaria de saber se você já usou fundo branco fosco da coral para fazer a pátina provençal (base de aguarrás), pois para base de pátina em móveis costumo usar ele.

    • Cris Turek 24 de fevereiro de 2014 at 14:16 #

      Socorro o importante é lembrar em usar todo o material de pintura e acabamento com o mesmo tipo de solvente. De resto está tudo bem.

  5. JACQUELINE 16 de janeiro de 2014 at 15:20 #

    ADOREI A FOTO NO INICIO DA PÁGINA, UM BELÍSSIMO MÓVEL COM PÁTINA PROVENÇAL, GOSTARIA DE SABER QUAIS AS CORES FORAM USADAS NESSE MÓVÉL,PARA QUE FIQUE DESSA COR, POIS TENHO UM MÓVEL DESSA COR E GOSTARIA DE COLOCAR A OUTRA PEÇA IGUAL.
    vOCÊ PODERIA MANDAR A RESPOSTA PARA O MEU E-MAIL O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, DESCULPE A PRESSA É QUE ENTRAREI DE FÉRIAS E GOSTARIA DE APROVEITAR AS FÉRIAS PARA FAZER ESSE TRABALHO. AGUARDO RESPOSTA E UM GRANDE BEIJO

    • Cris Turek 20 de janeiro de 2014 at 15:04 #

      Jacqueline além do branco use um tom de bege e um tom de marrom para obter o resultado da foto.

Deixe uma resposta