Como preparar uma cabaça para artesanato

Algumas espécies de cabaça crescem em árvores Algumas cabaças são rasteiras

Entre as superfícies mais interessantes para trabalharmos peças artesanais, está a cabaça. Sobre ela podemos interferir de inúmeras maneiras, pintando, desenhando, aplicando papietagem ou apenas fazendo recortes. Tudo isso dá ótimos resultados, mas somente se a primeira etapa for bem feita. Então, como preparar uma cabaça para artesanato?

Vamos aprender passo por passo com a Diane do Craftstylish.

Prepare esse material:

  • Balde com água
  • Lápis e borracha
  • Esponja áspera
  • Serrinha de mão
  • Toalha
  • Faca de ponta

 

As cabaças normalmente trazem poeira e até um pouco de lama na superfície. Vamos começar limpando por fora.

Lave muito bem a cabaça Deixe a cabaça mergulhada em um balde com água por uns 10 minutos. Isso facilitará a limpeza.
Depois, com uma esponja áspera, esfregue bem até retirar toda a sujeira da superfície.
Ponha no sol e deixe secar completamente antes de continuar.

 

Talvez a cabaça fique um tanto desbotada, ou com manchas desiguais. Isso faz parte da superfície dela e desaparecerá com a fase de acabamento do seu trabalho.

As cabaças possuem sementes em seu interior que precisam ser removidas, pois criam bichos. Vamos cortar e retirá-las.

Marque uma linha e faça furos nela Com o lápis, trace a linha base sobre a qual você irá fazer o corte. Use a faca com ponta para fazer furos até o interior ao longo dessa linha.

 

Com uma serrinha vá abrindo a cabaça com cuidado Introduza a serrinha de mão num dos furos que acabou de fazer, e serre com cuidado por cima da linha marcada.

 

Limpe bem o interior da cabaça Com a tampa retirada, use uma colher para raspar todas as sementes e fibras que estiverem no interior da cabaça. Raspe muito bem.

 

Lixe as asperezas do corte Se o trabalho que você for realizar na cabaça exigir, passe uma lima levemente para afinar as bordas.
Caso contrário, uma lixa de madeira será suficiente para tirar qualquer rebarba que tenha ficado.

 

Teoricamente, a limpeza está feita, mas eu tenho visto muita gente triste porque perdeu sua peça de artesanato de cabaça por causa de “uma poeirinha esquisita que fica saindo”. Então o melhor é prevenir.

Passe cupinicida no interior da cabaça Com um pincel largo, passe o produto Pentox por todo o interior da cabaça (um cupinicida muito eficiente que tenho usado), que é a parte mais sensível aos bichos comedores de madeiras e afins.
Deixe secar.

Agora sim você pode considerar a sua cabaça pronta para receber o tratamento artesanal que você está planejando.

Caso você queira fazer uma casa de passarinhos, por exemplo, você fará o corte da sua cabaça na parte da frente, usando o mesmo procedimento. Para fazer o furo do poleiro, um instrumento de ponta é o suficiente para abrir o orifício de encaixe.

Para alguns tipos de artesanato faça o corte na frente

 

Se você desejar manter a sua cabaça fechada, faça a abertura o menor que conseguir, na parte inferior, e depois de limpa, cole novamente a tampinha recortada na cabaça.

Digamos que no seu trabalho você não irá alterar a superfície com tintas ou colagens. Para que a cabaça tenha um aspecto mas bonito e recupere a cor perdida com a lavagem, use graxa de sapatos.

Dê um acabamento natural na cabaça com graxa de sapatos Você pode aplicar graxa marrom da mesma forma como aplica em seus sapatos.

 

Faça o polimento da cabaça Depois, para terminar, com uma flanela dê o polimento.

 

Com essas dicas importantes, você já está em condições de dar continuidade ao seu projeto artesanal usando cabaças.

Alerta

Alguma pessoas podem ter alergia no contato com as sementes e fibras do interior da cabaça. Caso você seja suscetível ao problema, lembre de usar máscara de proteção, luvas e fazer a limpeza ao ar livre. Não vamos transformar um momento de diversão em sofrimento, certo?

 

Quer aprender mais sobre cabaças? Confira nosso artigo Cabaças.

Quem quiser ler o passo-a-passo no original, visite Craftsylish.

Fotos no topo: Tok Sutyl Artes e Poleiro de Cores

Você vai gostar também de:

, , , , ,

77 Responses to Como preparar uma cabaça para artesanato

  1. Maria Wolcadete Bispo 9 de agosto de 2015 at 13:11 #

    Chris, obrigada pelas instruções. Gosto de deixar a cabaça natural. Só que nunca retirei as sementes e pela sua explicação, é importante retirá-las. Porém, um detalhezinho sem esclarecimento: Qual a cola a ser utilizada para colar o buraco que abrirei para retirar as sementes?
    Obrigada!

    • Cris Turek 13 de agosto de 2015 at 15:53 #

      Maria se desejar ou precisar tampar o furo, use cola de contato ou cola de madeira. Beijos.

  2. patricia Oliveira 10 de abril de 2015 at 13:10 #

    Ola, eu sou do porto, portugal. Tenho sempre plantações de cabaças, mas fiquei fascinada pela arvore de cabaças. Adorava ter uma. Como posso adquirir sementes? Há e ja agora tbm vendo tanto as sementes como plantas de cabaças germinadas como as proprias cabaças. Obg pela dica da graxa nao fazia a mínima ideia, eu ja fiz candeeiros, presépios e agora como as minhas cabaças sao grandes vou fazer potes para guardar as cebolas e as batatas. Depoi envio foto. Bj

    • Cris Turek 19 de maio de 2015 at 11:12 #

      Patricia não sabemos dizer quem vende só as sementes. Fico devendo esta informação.

  3. Enilde 13 de janeiro de 2014 at 20:49 #

    Cris, veja a diferença que falei no outro comentário. A cuia, ou coité, é a da árvore, e ela é sempre redonda, já a cabaça, é a rateira, e sempre tem um pescocinho. Estou com uma, que ela lembra muito N.Srª, por estar com a cabeça vergada como se estivesse olhando para o chão. estou procurando alguma coisa para que eu possa fazer uma N. Srª das Graças, mas só encontrei Aparecida e Fátima. Tô garimpando pq esta tem os braços abertos espargindo raios, e tb pq nunca trabalhei com cabaças. bjoks.

  4. JANDIRA 11 de dezembro de 2013 at 18:08 #

    Achei maravilhosa essa página. Adoro essas “lindinhas” (cabaças e porungas).
    Qto à dúvida da Bia, gostaria de dizer q. existe sim, uma árvore que produz a porunga e q. é da família das cabaças.Mas é árvore e muito alta. Atinge mais de 5 metros de altura. Apenas q. são bem redondas.
    Plantei uma muda dessas na minha calçada e agora está produzindo. E produz muuuuito. Gostaria de saber em que momento eu posso cortar e também retirar as sementes. É preciso deixar secar? Não pode abrir ainda verde/
    Agradeço imensamente, e aguardo resposta. Jan

    • Cris Turek 12 de dezembro de 2013 at 11:07 #

      Jandira não temos essa árvore de cabaça nem somos produtores. Não sei responder sua pergunta. O ideal é se informar com quem produz.O que sabemos é o que está nesse post, que é sobre a limpeza dela. Ficamos devendo.

  5. fatima 11 de setembro de 2013 at 7:26 #

    Ola, aqui no meu predio tem um pé de cabaça, gostaria de saber o processo desse, tirando do pé, ela ainda esta verde, espera ela secar?quanto tempo leva? você pode me ajudar? obrigrado

    • Cris Turek 17 de setembro de 2013 at 15:23 #

      Fatima espere ele amarelar no pé antes de tirar.

  6. bia 13 de julho de 2013 at 12:08 #

    Olá Cris
    Li com atenção grande parte dos comentários sobre cabaças, porque tenho algumas e não sabia como preparar…
    Parece que há pessoas pensando que a cabaça nasce de uma árvore…quero dizer que qualquer cabaça nasce de uma planta muito semelhante à da abóbora, curgete e outras da mesma família. Qualquer uma delas pode ser trepadeira e há quem as “eduque” nesse sentido para ocuparem menos espaço e crescerem perfeitas e sem aquela marca de tocarem no chão. Mas a planta da cabaça deve ser plantada ao pé de uma árvore, porque a cabaça é oca e, estando no chão, apodreceria com as chuvas ou regas e não resultaria tão bem. Na árvore crescem por onde calha, não ocupam espaço no chão e as cabacinhas ficam na posição correta e crescem perfeitas, porque nada as atrapalha. Além disso, beneficiam da água posta na cova da árvore, sempre em maior quantidade. Pelo menos em Portugal é assim…!!!!
    Creio também que há cabaças em todas as partes do mundo…incluindo na Inglaterra…É só procurar nos locais onde se vendem sementes para cultivo ( não confundir com algumas abóboras, cujo formato é igual, mas não são ocas).
    Acho esta planta mesmo muito interessante, mas não tendo uma árvore, uma parede de rede ou um muro, ocupa demasiado espaço e não resulta. Gostaria de dizer também que por cá, se usa um ferro quente para fazer um buraco ( fica bem redondinho) na parte superior, depois introduzem-se algumas pedrinhas, água, e vai-se agitando até sair tudo, (repetindo as vezes necessárias). Resulta. Em Portugal, nas terras quentes do interior, ainda há quem as use para guardar a água para beber, porque a mantém fresca durante mais tempo. Era esse o seu uso original.Não se impermeabilizava; usava-se uma cabaça completamente madura e com as paredes bem robustas.
    Espero ter ajudado.
    bjs

Deixe uma resposta

Blog de Artesanato Decoração Dicas Passo a Passo Técnicas Reciclagem