Transforme o caixote usado em criado-mudo, passo-a-passo

Caixote que virou criado-mudoOi, gente, tudo bem?  Todos sabem que minha coluna aqui no Vila do Artesão é sobre mosaico, certo? Porém, eu e a Cris resolvemos preparar uma surpresa para vocês!

Reutilizei um caixote, transformando-o em um lindo criado mudo! Lógico que fiz um passo a passo detalhadíssimo para vocês.

 

Acredito que muitos leitores da Vila não conhecem esta vertente de meu trabalho. Eu adoro dar uma cara nova a caixotes e pallets! Sou louca por uma caçamba, e muitas vezes volto pra casa com meu cachorro e um achado lixístico debaixo do braço… rs

 

Vamos ao passo a passo?

 

Antes, uma explicação. Nas primeiras fotos, vocês verão 2 caixotes. Como eu tinha dois por aqui, e ainda não sabia exatamente o que fazer, fiz tudo em dupla, até a hora em que tive a idéia, e me dediquei a apenas um caixote.

 

Consiga um caixote usado

Os caixotes você consegue em feiras livres e mercados municipais ou na internet, em fabricantes que fazem as peças para essa finalidade. Pesquise no Google.

O primeiro passo é lixar bem a peça.

Geralmente, estas madeiras de caixotes, assim como as de pallets, apresentam muitas farpas, sujeira, e lixar é essencial. Antes eu lixava tudo na mão, e gosto muito desta parte. A maioria das pessoas reclama, acha chato. Eu acho bem divertido, e é uma boa forma de queimar energia, rs

No ano passado, comprei uma lixadeira, de tanto que me falaram. Gente, é outra coisa. A lixadeira é mais rápida, e o trabalho fica muito mais bem feito. Eu comprei uma lixadeira orbital pequena. Recomendo.

 

Lixe bem o caixote

Lixei manualmente o caixote apenas onde a lixadeira não alcançou.

Clique aqui pra uma dica de onde encontrar uma lixadeira boa.

 

Olhem a diferença dos caixotes depois de bem lixados!!!

Por isto sempre digo, até o caixote mais acabadinho pode ficar lindo! Nada que uma boa lixada e uma bela pintura não resolvam!

Caixote já lixados e limpos

 

Pinte a base com PVA

O segundo passo é a preparação da madeira para a pintura.

Eu utilizo tinta látex (PVA) branca. Sempre faço a pintura com uma trincha média.

Não uso rolinho, porque geralmente a madeira dos caixotes é muito rústica, e somente com o pincel a tinta penetra totalmente na madeira.

Vocês verão como esta madeira absorve a tinta!

Os defeitos ficam aparentes

Notem que os caixotes apresentam “defeitos”, como falhas na madeira e grampos aparentes. Quando os pintamos, eles não somem.

Há pessoas que corrigem tudo com massa acrílica ou massa para madeira. Eu não.

 

Gosto desta rusticidade, e de cada defeitinho que encontro. Parece que eles contam a história da peça!

Preencho tudo com tinta, e gosto muito do resultado. Nada fica perfeito, e as características da peça continuam ali.

Prestem atenção em pregos levantados, grampos para fora, e tudo que pode machucar. Os pregos devem ser martelados, e os grampos também. Se houver tábuas soltas, fixe-as com pregos.

Nem parecem os mesmos caixotes!!!

Caixotes com a base pronta

 

Foi aí que tive a idéia do que faria para este passo a passo!!!

Decidi fazer um criado mudo para um lugar muito pequeno. Por isso, escolhi fazer o caixote menor, e optei por utilizá-lo na vertical (em pé).

 

Cortei uma prateleira

Resolvi fazer uma prateleira nele, para que coubessem mais coisas.

Peguei um pedaço de compensado, medi e risquei.

Verifique o encaixe da prateleira

Cortei a madeira e fiz algumas curvas. Acho que fica tão bonito!

Eu corto madeiras com a serra tico tico. Se você não possuir este material, pode pedir para um marceneiro fazer.

Há também algumas lojas de construção, como a Leroy Merlin, que cortam madeiras na medida que você precisar.

Pinte a prateleira e o interior

Decidi pintar o caixote de uma cor, e a prateleira de outra.

Pintei as peças antes de montá-las, pois é muito mais prático, e nada borra.

Para o caixote, fiz um verde menta, pois estava com esta cor em minha cabeça há muito tempo.

Prepare a tinta para a pintura

 

Misturei esmalte branco base água acetinado, e corantes líquidos verde e amarelo. Eu não tenho receita destas cores, e costumo chamá-las de intuitivas, pois faço como imagino.

Como é um verde bem clarinho, usei pouco corante verde, e apenas 2 gotas do amarelo.

Amei a cor, queria sair pintando tudo com ela! rs

Pensem na minha ansiedade querendo ver tudo pronto!

Pinte só a parte interna

Pintei apenas a parte interna do caixote, pois a externa receberia os pregos para a fixação da prateleira, e só depois seria pintada.

Pintei a prateleira de amarelo alaranjado. Uma cor bem forte, para contrastar com o verde menta.

Decidi fixar a prateleira na metade da altura do caixote. Medi e marquei.

Como o caixote não estava 100% no esquadro, utilizei também minhas noções geográficas… rs

Estes caixotes nunca são perfeitos, a não ser aqueles que compramos em lojas que os fazem para decoração. Passei cola nas laterais da prateleira, deitei o caixote e inseri a peça.

Posicione a prateleira

Eu queria confirmar se a prateleira estava reta. Como não tenho o nível, peguei um copo d’água e coloquei no meio da prateleira.

A água ficou nivelada no copo, então estava tudo ok!

Aprendi este truque com o mocinho do depósito que tem perto do atelier, o Adauto! Demais, né?

Pregue a prateleira por fora

Virei o caixote e martelei 2 pregos de cada lado.

Retoque as marteladas

Pintei a parte aparente dos pregos de branco, e esperei secar…….

Pinte a parte externa da caixa

.

…..e depois pintei toda a parte externa do caixote de verde menta.

Em todo o caixote, apliquei 2 demãos de verde menta. Na prateleira, apliquei 2 demãos de amarelo.

Como o amarelo sujou em alguns pontos, na hora da instalação da prateleira, retoquei as partes necessárias.

Eu queria fazer uns pés diferentes. Acho que eu tenho mania disso.

Pensei em pés palito, mas eles eram muito grandes para o lugar e para o que eu queria. Os rodízios também foram vetados, pois eu queria algo mais delicado. Voltei no depósito que adoro e pedi uma idéia para o Adauto, porque vi que ele adora uma invenção, assim como eu! rs

Prepare os pés do caixote

Ele me mostrou umas borrachas que são usadas para as portas não baterem, e eu AMEI.

Nem sabia que isso existia…

O que mais amei foi a capacidade de abstração do Adauto. Estas borrachas são delicadas, ou seja, exatamente o que eu procurava!

Se preferir pinte os pés

Ficaram perfeitas como pés do criado mudo!

Cheguei saltitante no atelier, pintei “meus pés” da mesma cor que a prateleira. Gosto quando as partes de um móvel “conversam”, entendem?

Cada borracha + arruela + parafuso saiu por R$1,70, totalizando R$6,80. Uma solução BBB. Boa, bonita e barata!

Fixe os pés no caixote

Fixei os pés e tchanaaaaaaaaaam! Tudo ficou perfeito!

Para dar um bossa, pintei uma frase e fiz alguns desenhos na parte superior do móvel.

Pintei tudo com pincel zero, com a maior calma e paciência. Se você não possuir habilidades para estas pinturas, pode trabalhar com decoupáge, stêncil, adesivos ou tecidos.

Pinte uma frase no caixote

 

O caixote está pronto

A frase Follow your dreams quer dizer Siga seus sonhos.

Ela me norteia e é um dos motivos de eu estar hoje aqui, tão feliz, mostrando minhas criações e compartilhando o que aprendi.

Olhem aí o detalhe discreto dos pés do criado-mudo.

O detalhe dos pés do caixote criado-mudo

 

E agora já exercendo sua função, ao lado da cama!!!

Caixote criado-mudo ao lado da cama

Muito obrigada!

Espero que vocês gostem, e que se inspirem muito!!!

Se quiserem mais idéias para reutilização de caixotes, cliquem: Caixotes de Frutas.

 

Vero Kraemer nossa professora de técnicas de mosaico

Sou a Vero Kraemer colunista sobre mosaicos.

Visitem o Além da Rua Atelier e conheçam todo o meu trabalho.

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

 

Você vai gostar também de:

, , ,

51 Responses to Transforme o caixote usado em criado-mudo, passo-a-passo

  1. edisa 7 de julho de 2015 at 21:58 #

    O que mais me encanta é a maneira especial que você tem de explicar o passo a passo. Você ensina com vontade. Parabéns, o criado mudo ficou liiiiiiiiiiindo.

  2. Nana 2 de maio de 2015 at 8:49 #

    Achei a ideia bacana, queria deixar uma dica: para que a madeira absorva menos tinta, passe 1 camada de seladora antes. O fabricante recomenda 3 demãos, mas se o objetivo é manter o aspecto rústico, não é necessário. Faço restauração de móveis, se quiser ver alguns resultados, faça uma visitinha no meu Instagram: @carnedepescoco
    Parabéns pela ideia e por compartilhar

  3. Amanda 27 de abril de 2015 at 18:23 #

    Oi a respeito do caixote adorei a idéia e queria saber se posso fazer ele com papel contati?

    • Cris Turek 5 de maio de 2015 at 13:11 #

      Pode Amanda, pode tudo que você tiver vontade. 😉

  4. dalva moraes 27 de abril de 2015 at 9:40 #

    adorei ficou demais!!!!!!

  5. Marta Helena Vieira de Assais 23 de abril de 2015 at 13:40 #

    Oi, td bem?
    Adorei sua página, seus trabalhos.Tudo lindo!!
    Amo trabalhos em madeira, com caixotes então..É tudo de bom!!!rsss
    Parabéns!!
    Abçs,
    Marta

  6. Cláudia 15 de abril de 2015 at 9:16 #

    Gostaria de saber de quantos watts é a tua lixadeira.

Deixe uma resposta