A lã pura e a fiação, curiosidades artesanais

Lã pura e sua fiação na roca

Quando você pega um novelo para começar seu trabalho de tricô, crochê ou de tear, você consegue imaginar como é que essa história começa? Como é que a do carneirinho se transforma nesse novelo?

Como resistir ao toque da lã pura e ao seu efeito nos projetos finais, quaisquer que sejam. Do carneiro até o novelo há um percurso importante que faz toda a diferença no resultado final de seu trabalho e que começa antes da fiação.

Quem vem compartilhar conosco sua experiência e conhecimento é a Carla Lieda. Ela é Ms Zootecnista e artesã fiandeira e tecelã lá em Santa Maria/RS. Vamos estar juntos em alguns posts mostrando essa etapa preciosa e tão artesanal que é o fiar e tecer, mas desde já vocês podem visitar a página da Carla Lieda e conferir seus trabalhos bem como suas lãs tingidas, igualmente de modo artesanal. Clique e conheça: Fiandeira & Tecelã.

A Lieda conta que seu pai trabalhava na esquila em estâncias de Itaqui e com essa lã ela iniciou seus cursos de tecelagem. Tá: mas que coisa é essa de esquila? 

Tosquia ou esquila dos carneiros

 

Esquila é a tosquia, o corte da lã dos carneiros.

Tosquiando e ensacando a lã bruta

 

 

Os maneadores amarram a ovelha para o tosquiador fazer o trabalho.

Depois a lã bruta é ensacada pra seguir adiante.

Lieda conta mais pra gente:

Olá Vila do Artesão. Sou a Carla Lieda e estarei com vocês por alguns posts, contando curiosidades e dando dicas sobre o uso da lã pura.

Velo de lã bruta para fiar

O que chega para a fiandeira é a lã bruta, suja, do jeito que saiu da tosquia. Esse é o que chamamos de velo de lã.

Essa lã contém a gordura natural da pele do animal além de sujeira e será lavada em água quente e sabão em pó ou líquido, até tudo ser removido. Depois é esperar a secagem natural para abrir a lã e remover as últimas impurezas.

Cardas para abrir a lã

 

Para começar a fiar é preciso escovar a lã, ou cardar. 

Cardas são essas pás com dentes de aço e a função desse processo e deixar as fibras todas no mesmo sentido.

Segredos da encadernação artesanal

Veja o volume que a lã ganha.

Roca de fiar lã artesanalmente

 

A etapa seguinte vai acontecer toda na roca, que é essa ferramenta onde prendemos o fio e transformamos em meada.

Fiar a lã artesanalmente

 

 

Pegamos a lã cardada e fiamos aos poucos.

Será a sintonia entre pedalar, a rotação do carretel e o trabalho com as mãos que irá definir a espessura do fio.

Resultado de medidas de fios fiados manualmente

 

 

Observem na foto algumas espessuras que obtive e do quanto podem ser diferentes.

Todos esses detalhes são agregados ao resultado final da peça.

Depois das meadas prontas é que passamos para o tingimento.

Essa é a ordem que eu uso para o processo mas cada fiandeira tem seu jeito.

Meadas de lã tingidas naturalmente

 

 

No final teremos essas lindas meadas de lã pura, macia e de qualidade que transformam qualquer trabalho em algo único.

É claro que não são todos que se envolvem em realizar essa fase do trabalho. É para facilitar a vida das artesãs que fazem questão desses fios que eu, como fiandeira, preparo as meadas. 

No próximo post vou mostrar algumas dicas de como eu faço o tingimento das meadas com produtos naturais. Não percam.

Que legal Carla. Eu achei muito interessante aprender sobre esse processo e sei que muita gente procura por essas meadas tão especiais. Passe lá na página da Carla, clique em Fiandeira & Tecelã, confira os produtos feitos por ela e compartilhe para quem gosta de lã pura para seus projetos. Contato por email: [email protected]

Dica pra ficar anotada.

Fotos da tosquia: Estância Ibicuy

Demais Fotos: Carla Lieda Parra

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

 

Você vai gostar também de:

, ,

12 Responses to A lã pura e a fiação, curiosidades artesanais

  1. Francisco 28 de fevereiro de 2016 at 20:57 #

    Boa noite, sou fabricante de cardadeira elétrica, desfiadeira para abrir a lã, roca, tear simples, e tosador.

  2. Marilia 11 de março de 2015 at 0:12 #

    Incrivel, amei o post!

    Tive a oportunidade de participar desse processo de cardagem e de fiação do fio na realização do meu projeto de tcc, entretanto optei pelo algodão ( colhi em uma plantação) o qual possui as fibras menores e finas e o efeito final tbm fica lindo.

    Na epoca em que desenvolvi o meu projeto ( 2013) emprestei a roca de uma amiga, muito parecida com a sua e nela tinha um motorzinho de maquina de costura e um pedal o que torna a roca elétrica, era muito fácil fazer o novelo.

    Onde posso comprar uma roca dessas igual a sua?

    Obrigada
    Beijos
    Marilia

    • Cris Turek 13 de março de 2015 at 18:45 #

      Marilia escreva para a Lieda no email citado no texto, para que ela mesma possa te dar mais informações. Ou use o link do Facebook dela, citado também no texto. Fique à vontade.

  3. Carla 26 de novembro de 2014 at 11:10 #

    Olá Cris, bateu saudades do seu blog desde ontem.
    Gostaria de agradecer novamente sua dedicação e por expressar em detalhes o meu trabalho. Parabéns!!!

    • Cris Turek 3 de dezembro de 2014 at 15:36 #

      Carla querida, que saudades mesmo. Você deve estar cheia de atividades de natal, não é? Aqui estou sem saber pra que lado correr, 😀 Precisando de mim é só me chamar. Beijos.

  4. Samira 19 de setembro de 2014 at 11:54 #

    Olá, gostaria de saber como eu faço para adquirir carda pronta? Desde já, obrigada!

    • Cris Turek 23 de setembro de 2014 at 12:05 #

      Samira entre em contato no email citado no texto e solicite informações.

  5. Santoro 21 de fevereiro de 2014 at 17:25 #

    É fascinante trabalhar com a lã, a primeira vez q toquei me preencheu a alma.
    Que lindo Carla sua vivência, parabéns e obrigada por compartilhar.
    Meu sonho é aprender a fiar, essa magia da tensão e da transformação… um dia!!!
    Trabalho com feltragem, ao tocar na lã, descobri q jamais conseguiria deixar as manualidades.
    Vila do Artesão obrigada por trazer tantas coisas lindas e pessoas generosas e talentosas.
    Meu blog: coisasdemadamenora
    Beijo no coração

Deixe uma resposta