Abayomis, como fazer as bonecas africanas

Abayomis, como fazer as bonecas africanas

A Vila sempre me presentou com boas amizades, entre elas a querida Vilma Navarro que hoje vem nos ensinar como fazer Abayomis.

O que são Abayomis? Quem é Vilma?

Pra quem acha que os encontros regulares do Mural da Vila eram só pra encher agenda, saiba que dali eu juntei uma relação maravilhosa de boas amigas. A Vilma é uma delas. Artesã de mão cheia, sempre participou enviando trabalhos dos mais variados para o Mural. Peças lindas, criativas, e que buscavam mostrar nossa rica cultura brasileira.

Os trabalhos da Vilma sempre me chamaram a atenção, por ter muita personalidade e toques culturais únicos. Você pode conhecer mais visitando a página da Vilma: Vilma Navarro – Artecológica 

Certa vez ela enviou para o Mural fotos de projetos usando Abayomis, técnica que eu já havia pesquisado e ainda não tinha encontrado alguém que quisesse compartilhar um tutorial pra Vila. Claro que foi minha chance, e imediatamente escrevi perguntando da possibilidade.

O resultado é que hoje ela nos presenteia com dicas de como fazer Abayomis e com elas criar peças lindas de decoração.  😀 

Mas tá, Cris. E Abayomis são o que, afinal de contas? 

Abayomis são essas bonequinhas de retalhos e trapos pretos que carregam em sua tradição uma história super legal. Mas vou deixar a Vilma mesma contar enquanto nos ensina a fazer. 

 

Como fazer Abayomis

Olá amiga e amigo da Vila. Sou a Vilma do Artecológica e vou mostrar como fazer e usar as Abayomis.

Sempre que produzo um peça usando a técnica, eu entrego junto com um texto que explica a origem e o significado. 

ABAYOMI

 De origem Iorubá, quer dizer encontro precioso. Significa aquele que traz felicidade ou alegria.

As Bonecas Abayomis são sempre negras, feitas de forma simples, com sobras de panos amarrados, sem costuras ou cola e com o uso mínimo de ferramentas.

Em viagens para o Brasil em direção à escravidão, as mulheres rasgavam a barra da saia e faziam Abayomis para as crianças brincarem. E já aqui, como escravos, reuniam-se todos os dias na senzala e confeccionavam as Abayomis pedindo saúde e prosperidade.

Sou apaixonada por cultura popular, meu trabalho tem muito dessas influências. Acredito que nosso povo precisa recuperar a auto estima, escolher melhor seus modelos para a vida. Quanta coisa linda sendo esquecida; temos um potencial incrível e não sabemos valorizar e aproveitar.

Esta aula é minha contribuição pra manter uma destas técnicas viva, e espero que você aproveite em seus projetos. Me escreva se tiver dúvidas ou quiser adquirir uma das minhas peças prontas.

 

Barroco Multicolor

Como fazer

Corte retalhos de tecido

São peças muito simples, feitas sempre com retalhos de tecidos. O primeiro passo é cortar 4 tiras de malha preta de aproximadamente 20 cm por 1 cm.

 

Forme a cabeça

Junte as 4 tiras e dê um nó próximo de uma das pontas, formando a cabeça da bonequinha.

 

Prepare um traje

Escolha um tecido estampado e corte um pedaço de 10x4cm. Dobre este pedaço em 4 para fazer um pequeno corte no canto, como mostro na imagem. Bem pequeno, tá?

 

Traje preparado

As estampas de animais, e as de estilo étnico e bem coloridas combinam super bem com este projeto. Observe que o furinho ficou pequeno.

 

Vista a roupa

Passe o traje pela cabeça da boneca e separe as tiras deixando braços para cima e pernas para baixo.

 

Amarre a roupa

Amarre a roupa pra separar braços e pernas, usando um tira de retalho.

 

Finalize com mãos e pés

Dê nózinhos nas pontas dos braços e pernas e corte as sobras. Assim já temos a boneca pronta.

 

Use em seus projetos

Use em seus projetos

Você pode agregar detalhes como turbantes e tranças. Quanto mais você fizer, mais ideias terá de trajes e detalhes. Lembre apenas de não usar costura nem cola nas Abayomis.

Abayomi em porta-chaves

Depois de prontas, aplique as bonecas em suas peças decorativas. Explore materiais e outros elementos. Vamos manter esta tradição viva  😉 

Adorei sua visita na Vila Vilma. Agradeço a sua contribuição, desta técnica que deu origem à muitas outras manifestações culturais brasileiras. Somos toda esta mistura de raças e tudo isto é parte da nossa essência.

Pra quem reproduzir, nos deixe saber. Vamos adorar né Vilma? 

Agora seguem os contatos da Vilma para que você agradeça do melhor modo que poderia, escrevendo ou fazendo uma visita à página dela e deixando lá seu recado.

Aproveite pra admirar os trabalhos criativos desta artesã talentosa:

Que tal ser, também, uma colaboradora da Vila, enviando seu passo-a-passo como fez a Vilma Navarro? 

A primeira coisa é me escrever perguntando como ser colaboradora da Vila, clique aqui e escreva.

Fotos: Vilma Navarro

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , , , ,

39 Respostas para: Abayomis, como fazer as bonecas africanas

  1. CARMEN SILVIA 31 de janeiro de 2017 at 14:04 #

    AMEI, PERFEIRTO. VOU FAZER

    • Cris Turek 1 de fevereiro de 2017 at 12:56 #

      Ai que bom Carmen. Tô feliz com a animação de todos 🙂

  2. Nancy 26 de janeiro de 2017 at 16:04 #

    Tudo mundo falou o mesmo mais não tenho outra palavra para expressar :AMEI …fiz para uma amiga muito querida e ela adorou…..sinceramente me impactou algo tão simples,tão bonito e ao mesmo tempo tão profundo no seu significado e história….Obrigada Cris…!!!

    • Cris Turek 30 de janeiro de 2017 at 13:46 #

      Obrigada você Nancy, pelas palavras tão cheias de emoção. Que bom que gostou. Beijos.

  3. Telma 25 de janeiro de 2017 at 20:30 #

    Amei esse post Cris.
    A simplicidade é encantadora.
    bjks
    Telma Farias

    • Cris Turek 25 de janeiro de 2017 at 21:16 #

      Exatamente isso Telma 🙂

  4. TELMA 25 de janeiro de 2017 at 17:08 #

    Amei esse artesanato e saber um pouco de nossa historia!!!
    A simplicidade é uma coisa encantadora!!!!! Parabéns….. bjks

  5. INES BURAU 24 de janeiro de 2017 at 11:27 #

    hermoso trabajo, precioso voy a aprender a confeccionarlos, felicitaciones muy lindos espero recibir nuevas novedades me encantan.

    • Cris Turek 25 de janeiro de 2017 at 21:18 #

      Ines, estarei mandando novidades sempre. Beijos.

  6. Maria Lúcia 24 de janeiro de 2017 at 10:21 #

    Cris, obrigada por compartilhar essas coisas lindas! vou acessar o site da Vilma Navarro para agradecê-la também. Bjs M Lúcia.

    • Cris Turek 25 de janeiro de 2017 at 21:19 #

      Obrigada pela gentileza de ir visita-la, Maria Lúcia. Adoro apresentar meus amigos que ficam amigos também 🙂

  7. Bel Salmen 24 de janeiro de 2017 at 1:23 #

    Oi…quero aqui deixar o meu carinho a todas que viram os trabalhos de minha amiga Vilma Navarro!
    Ela é uma artista por natureza!
    Conhece no nosso Brasil os lugares mais variados que nem imaginamos existir.
    Sabe enxergar e não só ver!
    Ela tem mãos mágicas moldadas por Deus!
    Queiram bem a ela como eu quero e não perderão por isto!
    Faço licores aqui em Bauru e já aprendi algo aqui na Vila do Artesão: decupagem em garrafas.
    Um grande abraço a todas com carinho,
    Belo Salmen
    [email protected]

    • Cris Turek 30 de janeiro de 2017 at 13:57 #

      Bel, estou super contente com seu comentário. Conheço a Vilma virtualmente apenas, mas considero ela uma pessoa muito talentosa e especial. Obrigada por vir participar. Beijos.

  8. Mirian 23 de janeiro de 2017 at 11:17 #

    Oi! Bom dia!
    Obrigada pelas dicas.
    FELIZ ANO NOVO!

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:17 #

      Obrigada pela visita Mirian, feliz ano novo 😀

  9. Leonor 23 de janeiro de 2017 at 11:16 #

    Hola gente linda

    este año si o si voy a hacer un curso de portugués porque me gusta el idioma y así podemos entendernos más.
    Me encanta todo lo que publican y quiero seguir estando presente
    beso grande
    Leonor

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:18 #

      Leonor, espero que consiga encontrar um modo de entender melhor nossa língua. No que precisar, escreva. Besos 🙂

  10. Vera Lucia 23 de janeiro de 2017 at 11:16 #

    Amei. Lindo demais estas bonequinhas Abayomis. Parabéns a Vilma Navarro por esta criação.
    Abraços Cris.

    Vera Michelotti.

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:19 #

      Abraços Vera e sempre um grande obrigada às queridas colaboradoras. Hoje Vilma em especial 🙂

  11. Jane 23 de janeiro de 2017 at 11:15 #

    Parabéns! Amei!

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:19 #

      Amamos Jane, amamos 🙂

  12. Lusinete 23 de janeiro de 2017 at 11:14 #

    Adorei Abayomis e já fiz

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:19 #

      Que legal Lusinete. Beijo grande 😀

  13. Marisa 23 de janeiro de 2017 at 9:21 #

    Que graça as Abayomis. Muito obrigada.

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:20 #

      Graça mesmo Marisa, adoráveis 🙂

  14. Thaïs 23 de janeiro de 2017 at 3:33 #

    Ei Chris, eu vi uma cortina feita dessas bonequinhas. Presas com fio de nylon. Ficam lindas, porque parece que estão dançando. As que vi tinham chapéu feito do próprio tecido (um círculo pequeno ). Na ponta, puseram acho que contas, para que não embolem. Lindo trabalho.

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:23 #

      Thais, aqui na Vila eu já mostrei, anos atrás, as bonequinhas nordestinas, chamadas de bruxinhas. Tive uma cortina destas em nossa loja na época.
      Veja fotos: http://www.viladoartesao.com.br/blog/as-bruxinhas-de-esperanca-na-paraiba/
      As bruxinhas nordestinas também são feitas só de retalhos, sem enchimento, numa técnica similar. A diferença é que elas são costuradas e bordadas pra ter olhos e dedinhos 🙂
      Amo de paixão!!!

  15. EDNA CRUZ 22 de janeiro de 2017 at 15:05 #

    Fiz uma Abayomi e me apaixonei, adorei fazer, bjs

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:24 #

      Edna, manda fotos pra gente ver 😀

  16. Yara 22 de janeiro de 2017 at 12:45 #

    Adorei! Trabalho com arteterapia e irei incorporar esse projeto, tão cheio de significação! Agradecida a Vilma e a Vila do Artesão, de quem sou fã!!!

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:25 #

      Nossa Yara, que ideia ótima. Será super bacana, com certeza. Sucesso 🙂

  17. Dina 22 de janeiro de 2017 at 10:59 #

    Muito interessante,não conhecia essa técnica. Mas gostei da novidade, parabéns!

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:26 #

      Por isso é tão importante resgatarmos, né Dina? Manter isso vivo na cultura 🙂

  18. Marta Margareth Mendes 22 de janeiro de 2017 at 10:44 #

    Bom dia! Fiquei maravilhada com esta história e técnica.Parabéns,por seus ensinamentos.

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:26 #

      Agradecemos à Vilma, que foi muito querida conosco 🙂

  19. Cleusa Evaristo Froes de Oliveira 22 de janeiro de 2017 at 10:41 #

    Amei saber um pouco mais da nossa historia de povo afro ascendentes que somos. Amei visitar esse site hoje e o portal da Ana Navarro, sonho em postar também meus trabalhos. Artesa por muitos anos só leciono agora claro que sempre uso minhas habilidades e o que sei para meus alunos. Mas sonho em voltar a produzir meus trabalhos novamente e quem sabe compartilhar nesse espaço maravilhoso que curto muito. Vila do Artesão faz parte da minha vida. Parabéns a todos que elaboram as mais diversas técnicas de trabalho e me aguardem.!

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:27 #

      Cleusa, sempre estamos de portas abertas. Quando quiser e se sentir à vontade, me escreva. Beijo grande 🙂

  20. Juliane. 22 de janeiro de 2017 at 9:19 #

    Gente que bonequinhas mais lindas e fáceis de fazer. Parabéns adorei. Vou fazer. Bjs. Aliás todas os emails que recebo adoro. Obrigada.

    • Cris Turek 23 de janeiro de 2017 at 14:27 #

      Obrigada Juliane, fico super feliz que estejamos te inspirando. Um grande beijo querida.

Deixe uma resposta