As Delícias da Vó Ana, a melhor cozinheira do mundo

Vó Ana trouxe na mala muitas das suas delícias Bolo de Mel, Alfajores e Quadradinhos com Licor

Eu jamais diria outra coisa, porque a Vó Ana é simplesmente a minha mãe. Essa mulher nascida em uma colonia de poloneses, criada de maneira simples em uma família de agricultores, batalhadora e forte, nasceu com uma talento inquestionável para a culinária. Aprendeu primeiro com sua mãe, ajudando a cuidar da casa e de outros irmãos, mas aprendeu mesmo foi com a curiosidade. Encontrava ou ganhava receitas e lá ia para cozinha “aprimorá-las”. Depois que parou de trabalhar fora, dedicou-se em tempo integral à sua habilidade. Nunca fez grandes cursos, apesar de ter ido até para a Polônia aprender com chefes de lá as melhores receitas da nossa origem. O que sei é que de repente descobriram a Vó Ana. Então ela começou a aceitar encomendas para coquetails, jantares, bolos e das suas famosas Cestas de Café da Manhã. Famosas porque são maravilhosas com todas as suas guloseimas feitas artesanalmente, e também porque alguns ilustres já a receberam de presente. A essa altura já havia um empreendimento informal chamado Delícias da Vó Ana, porque como ela diz, agora é só para ocupar o tempo ocioso. A minha sorte é que já pude provar uma centena de receitas diferentes, e vou dizer pra vocês: todas magníficas.

Vó Ana, Cris e Fabiana, passeando no Mercado Público Central
Cris e Vó Ana na Praia do Jacaré
A Vó Ana na cozinha, incansável

Tudo isso estou contando para vocês porque recebi a visita dessa mestra cuca, que trouxe junto muitas gostosuras, e por isso estive um tanto ausente, pois ela merece toda a minha atenção. Mas para compensar, ela nos deixou algumas receitas bem brasileiras com passo-a-passo, porque mesmo os artesãos gostam de comer bem. Tenho certeza de que vocês vão gostar e quem estiver em Curitiba e quiser provar essas delícias pessoalmente, me escreva que providencio o contato.

Fotos: Marcelo Pereto

,

13 Respostas para: As Delícias da Vó Ana, a melhor cozinheira do mundo

  1. adelia pinhal 9 de novembro de 2011 at 16:14 #

    adorei, vou fazer, deve ser uma delicia, parabens, e muito obrigada.

    Adelia de Portugal

    • Cris Turek 10 de novembro de 2011 at 14:39 #

      Adelia uma grande abraço às quituteiras portuguesas. Nunca me esqueço das deliciosas queijadinhas de Cintra.

  2. EDNA MARIA DE LIMA SANTOS 4 de maio de 2010 at 16:51 #

    Boa Tarde,
    Em primeiro lugar gostaria de parabenizar esse site , pois é simplesmente maravilhoso.
    Em segundo lugar quero falar que conheço voce de algum lugar. Será de Jacumã?
    Onde posso encontrar essas deliciosas receitas?
    Um grande abraço.
    Edna.

    • Cris Turek 5 de maio de 2010 at 0:36 #

      Edna, se for de Jacumã, acho que só pode ser mesmo, rsrsrs
      As receitas da Vó Ana eu vou publicar assim que possível, aguarde.
      Fique de olho que já já teremos Quadradinhos de Chocolate.
      Um abração.

  3. Clébia 8 de dezembro de 2009 at 13:42 #

    Olá Cris:
    Estou procurando as receitas da Vó Ana e não as encontrei… confesso que fiquei curiosa e com vontade de testá-las! Que Avó mais linda!
    Gostei também dos artigos sobre o café…
    Um abraço!
    Clébia

  4. Solange 4 de novembro de 2009 at 20:15 #

    Olá amei o seu site, adoro saber das novidades e ficar por dentro e sabendo.Beijos com carinho.
    Sol

  5. Talma 11 de outubro de 2009 at 19:18 #

    Ah flor, que vó gostosa de se ver ( e sentir, né)!!
    Quando eu era pequena, morria por aqueles bem-casados que aparecem na bandeja. ô saudade.
    Adorei o post e parabéns pela visita.
    Vc vai dividir as receitas?? ( eheheh)
    Beijocas!

  6. Bernadete 7 de outubro de 2009 at 13:13 #

    Minha nossa que delicia esses doces,estou de regime mas gostaria de fazer para vender na minha cidade.Fico aguardando o passo a passo.E a VÓ ANA TEM ALGUM BLOG bJS

  7. meirinha 7 de outubro de 2009 at 8:08 #

    Cris, deu água na boca. Sairia da dieta por uma destas delicias.Parabésns pra sua mãe.Bjos!

  8. Maria Augusta Tavares 6 de outubro de 2009 at 10:46 #

    Cris, o blog está cada vez melhor. Sempre dou uma passada nele, antes de começar a trabalhar. Parabéns pela avó Ana. Essa associação afeto-culinária tem rendido muitas belas histórias. Saudades de você. Guga

  9. Jacque 6 de outubro de 2009 at 9:46 #

    Ah, eu conheço a Vó Ana, e as delícias que ela faz tbm!
    Cris, que maravilha abrir minha caixa logo cedo e de cara, com muitas saudades, ver a foto da sua mãe! Qta alegria ao saber que a “Vó Ana” agora dedica seu tempo preparando sabores para compartilhar com quem aprecia uma boa mesa.
    E eu acabei me sentindo orgulhosa e privilegiada por ter tido a aportunidade de degustar muitas comidinhas deliciosas ainda na sua casa, qdo éramos amigas da faculdade e vizinhas. Foram muitas festas enriquecidas com os quitutes da “Dona Ana” onde era impossível não cometer o pecado da gula.
    Decidi que na minha próxima ida à Curitiba vou visitá-la e sentir novamente o sabor da nossa amizade.
    Um grande beijo,
    Jacque

  10. Ana Medeiros 6 de outubro de 2009 at 8:25 #

    Ai ai, como eu amo essas avós! Que delícias de comidinhas, e o melhor de tudo…doce!!
    Fico esperando pelo passo a passo da vovó.

    Beijocas e uma boa semana

  11. SANDRA 6 de outubro de 2009 at 8:03 #

    FIQUEI COM ÁGUA NA BOCA!!!
    BJOS

Deixe uma resposta