Café e Preconceito I

Preconceito religioso:

Liberou o consumo de café para os cristãos
O cristão medieval tinha convicção profunda sobre o pecado, por isso, a forma mais popular de evitar a condenação eterna era peregrinar através da Europa Central até Jerusalém.
A partir do ano 1050 os turcos seld’kucidas, vindos da Ásia, avançaram para o Ocidente e dominaram Bagdá, conquistaram a Síria, a Palestina, o Egito, destruíram o exército bizantino e capturaram a Nicéia, a algumas milhas de Constantinopla. Foi quando o imperador bizantino Alexius enviou um apelo ao Papa Urbano II pedindo auxílio para recrutar soldados mercenários e convocar os cristãos a guerrear contra os turcos. Funcionou.

Os camponeses reagiram com um furioso entusiasmo pela causa santa. Entre 1096 e 1244 foram lançadas uma série de Cruzadas.
Como o café era uma bebida consumida intensamente pelos turcos pagãos, era evitada com veemência pelos cristãos. Apenas no final do século XVI é que seu consumo regular foi permitido, depois que o Papa Clemente VIII constatou que o café o ajudava a ficar acordado até mais tarde para se dedicar às orações. Assim, aconselhou os cristãos a fazerem o mesmo.

No comments yet.

Deixe uma resposta