Chippendale, o plebeu que tomou o lugar dos reis

Ambiente com namoradeira estilo Chippendale Conjunto de jantar estilo Chippendale

Isso mesmo, Thomas Chippendale foi o primeiro plebeu a ter todo um estilo de móveis chamado por seu nome. Até então os homenageados eram monarcas, como Luis XV, George I, Queen Anne e por aí vai. Mas tem motivo. Nascido na Inglaterra, filho de Thomas Chippendalemarceneiro, tinha muita visão para os negócios e exata noção do valor da auto-promoção. Era um mestre marceneiro como o pai e seu estilo era uma mistura dos estilos inglês, francês e chinês de mobiliário. A grande idéia surgiu em 1754 quando lançou o primeiro de três livros, o Gentleman and Cabinet-Maker’s Director, que era na verdade um catálogo onde ele apresentava seus modelos de mobiliário adaptados ao estilo da época. O que aconteceu em seguida foi que todos os marceneiros logo compraram o seu livro e começaram a repetir o seu estilo. Isso aconteceu de tal maneira que todos os móveis de meados do séc. XVIII ficaram conhecidos como Chippendale, e muitas vezes nem eram. Olha o poder da publicidade. A verdade é que ele construiu um nome com o livro, sendo procurado por muitos clientes ricos para a confecção desse mobiliário totalmente artesanal.

Pé estilo Chippendale, cabriolé com pé bola e garra e entalhes no joelho. O estilo Chippendale começa na madeira maciça, especialmente o mogno, que ele importava das Índias. Os estofados eram com brocados, veludos e damascos. Muito influenciado por Robert Adam, com quem trabalhou, seu estilo é uma mescla do rococó, do gótico, do estilo chinês e do neoclássico. Do estilo Queen Anne usou as pernas cabriolé (torneadas) em suas cadeiras, com entalhes nos joelhos e pés estilo bola-e-garra e pata-de-leão. As costas estofadas ou com as tiras do encosto ricamente entalhadas, e os ornamentos com florões, conchas, leões e arabescos, no acabamento laca oriental eram os detalhes que o caracterizaram como um mestre das linhas curvas.

Chippendale foi assim um dos primeiros nomes de referência no design, pela qualidade do seu trabalho, pela atitude visionária e por um história de sucesso que durou mais de 60 anos.

Fotos: Access Decorati, The Antiques Almanac e Find a Grave

Você vai gostar também de:

, , , , , , , , , , , , ,

4 Respostas para: Chippendale, o plebeu que tomou o lugar dos reis

  1. CLÁUDIA 19 de março de 2013 at 16:33 #

    GOSTO DE ANTIGUIDADES,E TENHO UMAS QUE VEM DE FAMILHA ,MAS COM OS FILHOS GOSTARIA DE DAR UMA REPAGINADA,POIS ELES GOSTAM ,POREM QUEREM O MODERNO,COM ALGUMAS PEÇAS ANTIGAS.
    EU NÃO GOSTARIA DE DESFAZER DE PEÇAS QUE ME TRAZEM NA MENTE TODA OU QUASE TODA UMA H
    HISTORIA DE VIDA .tENHO MOBILIAS,OBJETOS…

  2. Débora alissa 26 de abril de 2012 at 13:41 #

    Estou fazendo um trabalho de escola e a história de Thomas vai me ajudar muito ,já que meu trabalho é sobre design , eu adoro antiguidades …

  3. Sueli Garcia de Oliveira 21 de março de 2012 at 17:45 #

    Quem adora antiguidade, vai se deleitar com estas mátérias. São magníficas.

  4. felipe 17 de novembro de 2009 at 20:07 #

    eu axei muito ótimo
    Eu juntamente com amigos meus estamos fazendo um trabalho de escola relatando a vida e obra de Thomas Chippendale, suas obras são muito ótimas, Desejo fazer um trabalho muito otimo com a história de Thomas

Deixe uma resposta