Como calcular o preço de seus produtos de artesanato: lucro

Como calcular o lucro para seus produtos de artesanato

Esse artigo é a terceira parte de nossos temas relativos à formação de preços de seus produtos de artesanato e trata sobre como definir o lucro.

Leia o primeiro artigo que trata sobre os custos da matéria-prima e da mão-de-obra, clique para ler.

Leia também o segundo artigo que trata sobre as despesas fixas de manutenção de seu negócio, clique para ler.

Estamos usando como exemplo a Maria Bonequeira, uma artesã que faz bonecas de pano. Você adapta as dicas para o seu caso, ok?

 

Como calcular o lucro dos seus produtos de artesanato

 

Não existe negócio de sucesso sem lucro. Todo negócio precisa ser rentável para que possa crescer de forma saudável, evoluir e se aprimorar. O lucro é a parte do preço de venda que ao ser poupada e acumulada permitirá que você amplie sua produção, adquira ferramentas modernas e invista em interesses que tornem seus produtos mais conhecidos e procurados. É com o lucro que você ampliará seu negócio sem perder o sono com contas para pagar.

A Maria Bonequeira explicou que costuma agregar aos produtos como lucro uma porcentagem que varia entre 20 e 50%. Ela diz que tudo depende do negócio que surge. A Maria Bonequeira usa como base de cálculo do lucro o valor total que pagou com os custos da matéria-prima somados com as despesas fixas de manutenção do seu negócio. Depois que ela soma esses dois valores ela aplica sobre ele a porcentagem de lucro apropriada para a situação. Assim ela tem de lucro um valor que vai de R$8,25 até R$20,63. 

Vamos entender:

Total dos custos com matéria-prima = R$33,15

Total dos custos com despesas fixas = R$8,15

Isso tudo soma R$41,27.  Sobre esse valor a Maria Bonequeira aplica 20% que dá a R$8,25 ou até 50% que dá R$20,63. Como ela diz, tudo depende do negócio que aparece.

 

O lucro é a margem sobre a qual você negociará os descontos e facilidades aos grandes compradores, portanto tenha ele muito claro em mente para nunca perder uma negociação. Imagine que um lojista queira comprar toda a sua produção e pagar à vista. Certamente para ele a margem de lucro que você colocará em seus produtos será a menor que desejar, pois recebendo à vista poderá ampliar sua produção naquele mês ou comprar material com preços mais vantajosos, o que será lucrativo também. Nesse caso a Maria Bonequeira usa o lucro de 20%.

Artesanatos de natal, aprenda agora

Se ao contrário você estiver negociando suas peças uma a uma numa feirinha de artesanato, coloque uma porcentagem maior e tenha sempre jogo de cintura para dar um desconto extra quando necessário. Na feirinha a Maria Bonequeira aplica o lucro de 50%, mas se a cliente leva duas peças ela reduz para 40%.

Quando você sabe a partir de que valor começa a ganhar dinheiro, pode dar todo o desconto que precisar sem medo de fazer um mal negócio. A Maria Bonequeira sabe que jamais deve vender suas bonecas por menos de R$41,27, assim se ela vender por R$45,00 ela sabe que não perdeu dinheiro.

 

Dica de ouro

Lucro existe quando conseguimos guarda-lo para os momentos de necessidade e para futuros investimentos, afinal você nunca sabe quando sua máquina de costura vai estragar ou seu computador quebrar. Resista à tentação de gastar esse dinheiro no final do mês com assuntos pessoais, ou seu negócio nunca sairá do lugar. 

O lucro que for acumulado ao longo de 1 ano poderá transformar seu negócio, pense nisso.

 

Leia também: Como fazer o preço final do seu produto de artesanato

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

 

Você vai gostar também de:

, ,

29 Respostas para: Como calcular o preço de seus produtos de artesanato: lucro

  1. Fanny 24 de agosto de 2016 at 8:44 #

    E onde ficou o custo de mão-de-obra? Despesas fixas não são mão-de-obra, são água, luz, contador, propaganda, etc. Mas a realidade do Brasil é que os custos com mão-de-obra são caros, com carteira assinada e quase 100% de encargos e férias onde não se produz. Não se pode pensar em ganhar dinheiro se só o artesão produz, ele precisa de ajudantes remunerados. E mesmo que seja só o artesão produzindo, a mão-de-obra tem de ser inclusa. Também acho que 20% de lucro sobre custos, o que dará apenas 10% sobre o valor de venda é muito baixo para se falar em lucro. O artesanato é um artigo de venda esporádica, não pode ter uma margem de lucro de um artigo de venda rápida como por exemplo alimentos que se ganha na quantidade vendida, podendo ter margens menores por unidade. É preciso ver quanto tempo o artesanato vai ocupar empoeirando na prateleira até vender, o que aumenta sensivelmente os custos fixos até o dia da venda.

    • Cris Turek 25 de agosto de 2016 at 19:47 #

      Fanny, eu parti do pressuposto que a artesã trabalha sozinha, que é o caso da maioria das minhas leitoras, e que ainda fazem isso de modo totalmente informal. Acredito que você tenha lido os 3 posts da série com atenção e deve ter notado que minha intenção foi auxiliar essa artesã que nem sabia que havia um modo de cálculo de preços diferente de cobrar o mesmo valor do concorrente. Na verdade esta série vai até ganhar uma atualização, já que foi escrita antes da legalização da profissão e da possibilidade do MEI, mas isso não muda o raciocínio e a intenção. Agora, se no seu caso trata-se já de uma micro empresa com equipe registrada, sugiro pra você teste o aplicativo do link a seguir, profissional, bem completo e que agiliza seu trabalho financeiro sem risco de erros; vale sua visita: http://bit.ly/cadastro_calcularte
      O plano é grátis até 20 peças.
      🙂

  2. Glauce 24 de abril de 2013 at 11:56 #

    Gostei muito das dicas, muito esclarecedor, foi o único artigo que se aproximou da minha realidade de vendas e pude entender muito bem. Adorei!

  3. maria aparecida 10 de abril de 2013 at 16:24 #

    adorei as dicas, agradeco muito a vcs.

  4. Angela Gonzales 4 de abril de 2013 at 20:47 #

    Adorei todas as explicações. Tenho certeza que, assim como foi pra mim, todas as pessoas que as lerem serão imensamente beneficiadas. Parabéns pela ideia de expor o assunto tão detalhadamente. Vou divulgar o site às minhas amigas artesãs. Valeu!!!

  5. rozana 20 de outubro de 2011 at 11:24 #

    amei a maneira como tudo é explicado,estou contente e espero por mais dicas.parabéns!
    Apresentarei vc. aos meus amigos artesãos.

    • Cris Turek 20 de outubro de 2011 at 23:17 #

      Agradeço pela divulgação, Rozana. Beijos.

  6. Elisabeth 13 de outubro de 2011 at 21:14 #

    muito bom as dicas para quem quer montar um negócio, mesmo em casa..parabéns!!

    • Cris Turek 14 de outubro de 2011 at 12:18 #

      Elisabeth, os artesãos domésticos são os que mais precisam, acredite.

  7. Rita Caldas 12 de outubro de 2011 at 22:51 #

    Muito obrigada, faço bonecas de pano e este artigo me ajudou muito. Parabéns pelo trabalho.

    • Cris Turek 13 de outubro de 2011 at 10:20 #

      Que coincidência, heim Rita?

  8. Lila Oliveira 12 de outubro de 2011 at 15:19 #

    Venho pro meio desta agradecer pela aula dispensada. Acredito que vou utilizar todas as dicas. Vou aplica-las de forma coerente para poder progredir. OBRIGADA

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 20:24 #

      Com certeza irá progredir Lila, porque está buscando por isso.

  9. Abigail Tiburtino de Souza 12 de outubro de 2011 at 14:51 #

    obrigado pela dica de hoje eu não sabia fazer este calculo…tenha boa tarde

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 15:15 #

      Que bom Abigail, que estamos auxiliando.

  10. Ines Teresinha F.Kawai 11 de outubro de 2011 at 23:02 #

    Gostei muito desse artigo Como calcular o lucro’Faço camisetas e trabalho com artesanato e aprendi muito com as dicas

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:32 #

      Ines, desejo muito sucesso para você.

  11. Marli Ramos 11 de outubro de 2011 at 10:55 #

    Adorei.
    Ótimas dicas.
    O controle e os cálculos são importantes para avaliar o preço do produto.

    Parabéns pelas informações, tenho certeza que vai ajudar muita gente.

    Marli Ramos

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:19 #

      Assim eu espero Marli, que seja fácil para as pessoas entenderem o texto. Beijos.

  12. Marialba 11 de outubro de 2011 at 10:01 #

    Parabéns pelas informações postas neste ambiente. Tenho a certeza que estas informações tenha contribuido bastante para todos que trabalham com artesanato. Obrigada, me ajudou bastante.

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:14 #

      Obrigada à você por participar Marialba. Sucesso.

  13. Lindalria Dal'Col 11 de outubro de 2011 at 8:56 #

    Nossa amiga!!!!!!!!!!!!
    Que dicas maravilhosas. Estarei revendo todos os preços de minhas peças…
    Obrigada, viu… valeu e muito!!!!!!!!!!!!
    Bj grande

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:13 #

      Que bom Lindalria, espero ter ajudado mesmo.

  14. anely 11 de outubro de 2011 at 8:18 #

    É por essas e por outras que o seu céu está sempre estrelado! parabéns Cris que Deus a abençoe sempre.

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:12 #

      Obrigada Anely, pelo carinho. Beijos.

  15. Celso Ferreira 11 de outubro de 2011 at 7:46 #

    Rio,11/10/2011

    Olá …

    Estou muito agradecido pelos E-mails que me mandam … Eles tem somado bastante … Tenho aprendido bastante e me despertado para outras ideias.

    Vcs estão de Parabens.

    Um grande abraço

    Celso Ferreira

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:10 #

      Celso, muito obrigada pelas palavras. Fico muito contente.

  16. Ivone 11 de outubro de 2011 at 7:41 #

    Ótimo post! Muito esclarecedor. Eu estava precisando destas dicas.

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:10 #

      Ivone, lembre de ler toda a série de artigos pois todas as etapas do preço são importantes de se conhecer.Beijos.

Deixe uma resposta