Como calcular o preço de seus produtos de artesanato: matéria-prima

Custos da matéria prima usada para criar uma peça de artesanato

 

Esse artigo é a primeira parte de nossos temas relativos à formação de preços de seus produtos de artesanato e trata sobre custos da matéria-prima. Lembre de ler os artigos sequenciais para aprender todas as etapas corretamente e formar seu preço. Os links estão no final desse texto.

Vamos usar como exemplo, a Maria Bonequeira, uma artesã que faz bonecas de pano. Você adapta as dicas para o seu caso, ok?

 

Como calcular os custos da matéria-prima 

 

Custos da matéria prima são os valores de todo o material e da mão-de-obra usada para confeccionar cada peça de artesanato.

A Maria Bonequeira usa tecidos, linhas, cola, recheio e enfeites variados para fazer suas bonecas. Quando ela compra material ela anota tudo numa caderneta e grampeia a nota fiscal para não perder o controle. Em seu atelier ela calcula quantas bonecas consegue fazer com o tecido que comprou, quantas gramas de recheio vai usar para rechear cada uma, e define quais enfeites vai usar em cada boneca. Assim ela consegue saber quanto está gastando com o material de cada boneca pois divide o valor de cada item pela quantidade de bonecas que poderá produzir com ele.

Detalhe: materiais como linha e cola que não se podem medir com exatidão devem ser calculados por porcentagem do total do material graúdo utilizado. Uma sugestão da Maria Bonequeira é usar 10% do valor do material para somar no preço de custo da boneca.

Vamos entender melhor:

  • 1 metro de tecido custou R$16,00 e dá pra fazer duas bonecas então cada boneca gasta R$8,00 de tecido.
  • 1 kilo de recheio custa R$15,00 e dá pra fazer duas bonecas então cada boneca gasta R$7,50 de recheio.
  • Cada boneca ganhou 4 botões decorados e uma miçanga grande que custaram R$1,00 o jogo.
  • Se o material graúdo custou R$16,50, então linhas e cola custarão 10% desse valor, que é R$1,65
Somando tudo temos R$18,15 de material para fazer uma boneca, certo?

Agora precisamos somar com esse valor o preço da mão-de-obra para saber quanto custou no total uma boneca.

A Maria Bonequeira calcula a mão-de-obra dela por hora trabalhada. Ela tem muita experiência com costura e faz bonecas de modelos simples, assim decidiu que sua hora de trabalho costurando bonecas valeria R$10,00. Ela leva 1 hora e meia para começar e terminar uma boneca, assim cada boneca vale R$15 reais de mão-de-obra. Somando os R$15,00 da mão-de-obra com os R$18,15 do material, a Maria Bonequeira sabe que cada boneca custa R$33,15

Vale lembrar que esse valor é uma questão muito pessoal, porque depende do nível de complexidade da técnica utilizada e também de como ela é valorizada pelo mercado consumidor. Se a Maria Bonequeira bordasse os vestidos das bonecas à mão, provavelmente sua hora de trabalho seria mais cara assim como levaria mais tempo para fazer uma boneca. Tudo isso elevaria o valor da peça.

O contrário também é verdadeiro. Se a Maria Bonequeira comprar uma máquina mais moderna e diminuir meia hora no tempo que precisa para fazer uma boneca, então o custo vai cair também. Dessa forma entendemos que o importante é saber como o nosso trabalho é considerado pelo mercado consumidor e como se coloca perante a concorrência ao decidirmos o valor da nossa mão-de-obra.

A Maria Bonequeira vende suas bonecas numa feira de artesanato embaladas num saco de papel craft bem simples. É claro que o valor do saco é somado ao custo da boneca. E o mesmo fará você caso use uma embalagem para seus produtos.

Pronta para o Romance

 

Dica de ouro 

Para reduzir os custos da matéria prima procure encontrar um bom fornecedor que negocie preços melhores com você para compras em quantidade. Por aí é que você começa a ganhar dinheiro com seu trabalho.

A Maria Bonequeira encontrou uma loja que lhe dá ótimos descontos para rolos fechados de tecido e grandes quantidades de recheio. Comprando com preços melhores ela consegue reduzir os custos de cada boneca tornando suas peças mais competitivas no mercado.

Programe-se e organize-se de forma que possa sempre trabalhar dessa maneira e ver o seu negócio prosperar.

Leia agora:

Como calcular as despesas fixas do seu negócio de artesanato

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, ,

24 Respostas para: Como calcular o preço de seus produtos de artesanato: matéria-prima

  1. Sheila Bulhões 14 de abril de 2015 at 21:10 #

    Acabei de conhecer vocês! Estou encantada com a clareza com que explica cada caso.Adoro artesanato.Mais admiro que pratico.Porém o que crio é recheado de muita expectativa e alegria, quando tudo vai adquirindo forma e vida em minhas mãos.É mágico! É encantador!!!! Beijos Sheila Bulhões.

    • Cris Turek 19 de maio de 2015 at 10:43 #

      Sheila com um certo atraso, mas estou aqui pra te dar boas vindas. Um grande beijo e apareça sempre.

  2. Ines de fatima Guedes 8 de junho de 2014 at 17:45 #

    Adorei , e será muito valido para mim

  3. rita mara 24 de agosto de 2013 at 14:44 #

    gostei, da dicas de como calcular preço etc..foi uma das melhores q li até agora. obrigada

  4. VILMAN TAVARES 7 de março de 2012 at 18:57 #

    gosto tanto, mais tanto de artesanatos que passo o dia na net só vendo estas coisas lindas. faço artesanatos com rx,lâmpadas queimadas,jornal,pote plastico só não sei como fazer para postar.

    • Cris Turek 8 de março de 2012 at 19:44 #

      Vilman, leia qualquer artigo do mural da Vila. Neles explico como participar.

  5. MARIA DO SOCORRO 21 de outubro de 2011 at 14:56 #

    Oi,Cris!!Adorei a matéria e com certeza irá muito me ajudar.Bjos

    • Cris Turek 21 de outubro de 2011 at 18:55 #

      Espero que ajude Maria do Socorro, beijo grande.

  6. Aldaraci Silva Ferrari 17 de outubro de 2011 at 12:59 #

    Valeu Cris , não tenho sempre esse problema , por trabalhar c cxs de tamanho semelhante. Mas , qdo surgiu a oportunidade de mudar o tamanho , papel importado ao invés de tecido ou guardanapo , a coisa mudou de figura.Tive sim que colocar td na ponta do lápis.Minha valia , é que sempre trabalhei em escritório e o caixa tinha q fechar.Mto bom trabalhar por hora.Bjão , Cris , e continue nos ajudando ,ok?Sucesso sempre.

    • Cris Turek 18 de outubro de 2011 at 14:40 #

      Aldaraci, nem todos tem as informações corretas, por isso é preciso ajudar. Beijos.

  7. Zelir Teresinha da 15 de outubro de 2011 at 19:04 #

    Agradeço as dicas sobre como calcular custos do trabalho.Obrigado

    • Cris Turek 17 de outubro de 2011 at 22:10 #

      Tire bastante proveito Zelir.

  8. soraia 14 de outubro de 2011 at 0:32 #

    gostei muito dessas dicas estou enteressada nesse assunto, boas dicas, espero receber mais dicas desse tipo.

    • Cris Turek 14 de outubro de 2011 at 12:20 #

      Soraia, pretendemos tratar sempre de dicas de como comercializar.

  9. marise 12 de outubro de 2011 at 13:05 #

    Cris parabens pelo artigo !!!!!!!!!!!!bem explicito para entender-mos como avaliar preços.e outras dicas interessantes.abçs

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 15:12 #

      Obrigada Marise, trabalhei pensando em vocês.

  10. fernanda freire 12 de outubro de 2011 at 0:25 #

    BOA NOITE,SOU FERNANDA FREIRE DE FORTALEZA CEARÁ,FAÇO BISCUIT,NA VERDADE,GUANDO VOU FAZER UM ORÇAMENTO PRA CLIENTE,COLOCO POR INTEIRO A MATERIA PRIMA,COMO:TINTA,VERNIZ,MASSA,MESMO QUE EU SAIBA QUE NÃO USAREI TODA TINTA NA PEÇA OU TODO VERNIZ,MAIS MESMO ASSIM FALO O CALCULO,OU MELHOR NÃO É BEM O CALCULO FINACEIRO E SIM PRA VALORIZAR MEU TRABALHO E A CLIENTE ACHA QUE GANHAREI POUCO,POIS DIGO QUE MESMO QUE EU PRECISE DE POUCO PRA FAZER A PEÇA,OS VENDEDORES NÃO VENDERÃO SÓ UM POUCO QUE VOU USAR E SIM TODO O VIDRINHO,ISSO MOSTRA PRA CLIENTE QUE O CUSTO FINANCEIRO PRA MIM É ALTO E GANHO DE LUCRO POUCO,NÃO É MENTIOR PRA CLIENTE OU ENGANAR E SIM VALORIZAR MEU TRABALHO,GUANDO ENTREGO A PEÇA OS CLIENTES VEEM QUE VALEU A PENA,POIS FICOU BELA.AGRADEÇO A OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR.QUERO FAZER UMA OBSERVAÇÃO,É QUE NÃO CONSEGUI VER A BAILARINA DE BISCUIT NA PARTE DE CIMA DA PAGINA,COMO FAÇO?SE NÃO LEMBRAR DE MIM,SOU AQUELA QUE PEDIU PRA COLOCAR ARTES DE BISCUITS.BJS E DEUS ABENÇOE.

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:34 #

      Fernanda não há motivos para não ver a foto da bailarina. O artigo está ok. Tente novamente.

  11. bene 11 de outubro de 2011 at 19:19 #

    gostei muito das dicas,no meu caso faço parte de projeto aonde o material e doado pela fabrica e o gasto na compra de material e minimo,mas na hora de colocar o preço converso com a turma a respeito levando em conta o valor do trabalho,mas converso que fico em duvida a respeito de como orienta-los.

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:27 #

      Bene, a questão da mão-de-Obra é bem pessoal pois tem a ver com a habilidade artística de cada um, do capricho e de quanto a pessoa deseja receber pelo trabalho que faz. Espero que os artigos juntos ajudem você a colocar isso para eles. Usar o exemplo de um outro artesão é sempre mais fácil, experimente.

  12. ana rolemberg 11 de outubro de 2011 at 7:57 #

    admiro a dedicaçao e preocupaçao de vc em nos informar tudo em relaçao a artesanato

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:11 #

      Ana a questão do preço era um tema que precisava ser tratado pois eu estava sentindo a dificuldade das pessoas com essas dúvidas. Beijos.

  13. valdíria 11 de outubro de 2011 at 7:15 #

    Nossa amei este conteudo, para mim foi de muita valia pois sempre me deparei com este problema, o qual desta forma deixa de ser, pois é bem facil de calcular, obrigada meninas voces são dez ou seja não tem valor para se calcular a valia de seus trabalhos oferecidos beijos com carinho

    • Cris Turek 12 de outubro de 2011 at 11:08 #

      Obrigada Valdiria, escrevi esses artigos com muito cuidado e espero que eles sejam de grande auxílio.

Deixe uma resposta