Como fazer uma mesa de madeira simples

Mesa de madeira simples, como fazer

O projeto do dia é uma mesa de madeira simples mas estruturada, que possa servir ao uso diário e constante. Sim, este projeto também foi elaborado lá para o restaurante do irmão  😉 

Antes que você enumere alguma falha de projeto, e tem, quero deixar bem explicado que por aqui na Vila do Artesão, não entendemos praticamente nada de marcenaria. Sério?

Sim, exatamente isso: marcenaria para nós é técnica super interessante mas que não dominamos em nada. Entretanto, algumas vezes precisamos fazer as coisas acontecerem e nesta hora vou pelo ditado: “Melhor feito que perfeito.”

Vamos pra história da vida real.

Pesquisamos preços de mesas de madeira para o restaurante do meu irmão e não encontramos nada decente por menos de 180 reais. É claro que estávamos com o orçamento justo e para podermos inaugurar no prazo estipulado, acabamos alugando mesas temporariamente até que definíssemos o que fazer.

Foi aí que fazendo as contas, percebemos que podíamos fazer cada mesa por 100 reais. Foi o que pesou para decidirmos não ter uma mesa perfeitinha, mas ter uma mesa boa que será útil por muito tempo. E fizemos as mesas nós mesmos, poupando muito dindin.

Então releve os defeitinhos, os parafusos que ficaram aparentes, até porque as únicas ferramentas que usamos foram a furadeira e a parafusadeira. E confira o passo-a-passo pra considerar fazer a sua e melhorar nosso projeto porque tem como.

 

Clique e descubra como aprender a fazer móveis de pallets

Como fazer uma mesa de madeira

 

Importante antes de começar

  • As tábuas usadas para o tampo e para as saias são conhecidas como tábuas de 30, ou seja, 30cm de largura. Só que depois de serem aparelhadas, essas medidas mudam e nem sempre são exatas. Assim considere que suas tábuas possam ficar com variações.
  • Procure comprar suas tábuas já secas. Se elas ainda estiverem úmidas de recém-cortadas, deixe-as por alguns dias secando na sombra, deitadas no chão e com peso sobre elas. Usar as tábuas úmidas pode fazer com que surjam frestas ou que elas entortem ao secar.
  • As medidas dadas para este projeto procuram ter o máximo aproveitamento das tábuas, mas nada impede que você altere e adeque às suas necessidades.

Fomos até uma loja de madeiras e mandamos cortar do seguinte modo:

Mande cortar as madeiras
  1. 3 tábuas de pinus ou pinho 28cm de largura por 90cm de comprimento, para o tampo
  2. caibros de massaranduba duas de 9cm x 59cm e duas de 9cm por 64,5cm, para o reforço interno da estrutura
  3. barrotes de pinus com 6cm x 69cm, para os pés
  4. tábuas de pinus ou pinho duas com 9cm x 73cm e duas com 9cm x 75,5cm para as saias

Na própria loja já pedimos que aparelhassem as peças, tudo isso incluso no custo do material e do corte.

Separe suas ferramentas

Tenha em mãos uma furadeira/parafusadeira, uma broca de 3mm, uma trena, um esquadro, cola branca para madeira, parafusos de 4,5×45 e sapatas com bucha plástica, para os pés.

Prepare gabaritos para a furação

Num suporte firme, plástico de preferência, prepare seu gabarito para furar as saias com os pés. Facilita muito e deixa mais exato o processo.

Observe a estrutura final

Vou começar mostrando como ficará a estrutura final da mesa, para que você entenda a posição das partes.

Artesanatos de natal, aprenda agora

Os barrotes dos pés são todos iguais, mas as saias e os reforços internos foram cortados aos pares porque são montados em duas etapas.

Vamos fazer um lado com dois pés, saia e reforço e repetir o mesmo jogo para o lado contrário. Depois unir ambos para fechar a estrutura.

Calma, você vai entender.

Marque a vista

Pegue a vista de 75,5cm, posicione o gabarito menor alinhando com a quina superior e marque os pontos diagonais.

Aplique cola no barrote

Aplique cola na ponta superior do pé da mesa.

Apoie a saia e fure

Apoie a saia, alinhe e fure as duas marcações.

Fixe o primeiro parafuso

Fixe o primeiro parafuso.

Alinhe com o esquadro

Use o esquadro para alinhar a vista com o pé e fixe o segundo parafuso.

Repita esta etapa fixando outro pé do outro lado desta vista. Lembre apenas de usar os pontos inversos do gabarito de furação.
Marque os furos do reforço interno

Divida a distância entre as duas bordas em 4 partes e faça uma marca em cada.

Marque a altura

Nestas marcas cruze uma perpendicular a 2,5cm da borda. Como na foto.

Fure e fixe o reforço

Encaixe por dentro o reforço de massaranduba de 64,5cm, e fure as três partes.

Aplique cola na parte do reforço

Antes de fixar o reforço, aplique cola na parte interna.

Fixe os dois parafusos

Fixe os parafusos que prendem o reforço na saia.

Neste ponto você montou um conjunto com dois pés, uma saia e um reforço.

Faça outro conjunto igual a este.

Marque a outra vista

Agora vamos unir os dois conjuntos de pés. Para isso pegue a vista de 73cm, posicione o gabarito maior como na imagem e marque os pontos diagonais.

Os pontos do gabarito são pensados para que os parafusos não se encontrem. Observe este detalhe na hora de montar.

Faça os dois furos

Marcação feita, é só furar. Lembre que na outra ponta da vista você usará os pontos inversos do gabarito.

Aplique cola no pé

Aplique cola no pé. Deite a estrutura para facilitar.

Agora parafuse

Agora parafuse. Observe na quina, como os parafusos não se encontram, isso é importante.

Alinhe e fixe o outro parafuso

Alinhe com a ajuda do esquadro e fixe o outro parafuso.

Agora você repete na outra ponta da vista, como o pé do outro conjunto.

Em que ponto estamos

Pra você se situar, observe que temos os dois conjuntos de pés unidos no alto por uma vista.

Antes de continuar vamos fixar o reforço interno de massaranduba.

Fixe o reforço

Para fixar o reforço interno lembre de dividir a vista em 4 partes, marcar os pontos dos furos e antes de furar e unir tudo, aplique cola na parte interna.

Parafuse a travessa

Agora é só parafusar.

Esta etapa você repete inteira do outro lado, unindo todas as partes.
Posicione o tampo

Vamos fixar o tampo?

Alinhe as tábuas de 90cm, bem certinhas, e posicione a estrutura da base sobre ela, ajustando as margens laterais. Marque internamente com um lápis de marceneiro.

Parafuse o tampo no pé

Volte todo o conjunto para a posição normal e fixe de cada lado dois parafusos por tábua usando a linha traçada como base.

Prepare para fixar as sapatas

Prepare para fixar as sapatas e separe uma broca na medida compatível com a sapata que você encontrar.

Fure o centro dos pés

Fure o centro dos pés.

Coloque cola no furo

Coloque cola no furo.

Encaixe a bucha plástica

Com um martelo encaixe a bucha da sapata.

Parafuse o batente

Parafuse o batente e pronto. Este tipo de batente faz com que sua mesa esteja sempre alinhada em relação ao piso e não fique bamba.

Mesa finalizada

A mesa está prontinha.

Agora o acabamento final fica por sua conta e gosto. Basta dar uma bela lixada antes de brincar com tintas e outras técnicas.

Você pode pintar a madeira, fazer pátina ou simplesmente aplicar um stain para tonalizar e proteger.

É aí que entra a parte criativa da brincadeira e onde você solta seu lado artístico.

Que tal cobrir com azulejos? Clique abaixo:

Como revestir uma mesa com azulejos

Se você tem experiência com marcenaria certamente tem ferramentas mais adequadas e faz a mesma estrutura sem deixar os parafusos aparecendo. Ou então compre massa para madeira e cubra cada parafuso.

Esta massa você encontra facilmente em home centers ou na mesma loja onde comprar a madeira. Tem de tudo quanto é cor.

No nosso caso, considerando que queríamos mesas firmes, o resultado ficou conforme desejávamos.

Mais adiante mostro o acabamento que demos para as mesas e a aparência final delas.

Anime-se porque parece trabalhoso, mas em dois dias conseguimos montar 10 mesas usando o esquema que acabei de apresentar.

Dúvidas, escreva.

Fotos: Marcelo Pereto

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , ,

29 Respostas para: Como fazer uma mesa de madeira simples

  1. cicero 24 de novembro de 2016 at 20:13 #

    muito bom parabéns

    • Cris Turek 29 de novembro de 2016 at 16:29 #

      Valeu Cicero. Abraços.

  2. Paulo Roberto 24 de novembro de 2016 at 15:24 #

    Gostaria de ver um passo a passo para fazer um banco caipira. Pretendo fazer um com 2,50m e distribuir 3 pés. (um no centro e dois nas pontas). Só tenho dificuldades sobre como travar esses pés. Já pensei em cantoneiras de chapa (L) mas não sei se seria seguro.

    • Cris Turek 24 de novembro de 2016 at 17:59 #

      Paulo, não fazemos muita carpintaria por aqui. Eventualmente acontece, mas não é nossa área de domínio. Por isso não vou me comprometer com você. Tente dar um Google pra pesquisar este tutorial ou experimente direto no Youtube. Acho que já deve haver alguma aula publicada. Abraços.

  3. Breno Lisboa 2 de setembro de 2016 at 12:25 #

    Olá…gostaria de saber quai foi o gasto total na construção da mesa..poderia me informar? Obrigado.

    • Cris Turek 5 de setembro de 2016 at 8:58 #

      Breno, falo sobre isto no texto, dá uma conferida lá. Mas lembre que já tem quase um ano e de lá pra cá deve ter mudado bastante.Abraços.

  4. Sergio Takahashi 24 de agosto de 2016 at 9:17 #

    Parabéns! Passo a passo muito bem detalhado. Vou fazer uma adaptação para uma bancada de trabalho.

    • Cris Turek 25 de agosto de 2016 at 19:20 #

      Legal Sergio, nos mostre depois o resultado 🙂

  5. Carlos Arini 27 de julho de 2016 at 11:37 #

    Ola Cris..!!.Parabéns pelo seu passo a passo, ficou bem explicado ,e só seguir e pronto

    a mesa esta pronta para ser usada ,meu irmão falecido tinha marcenaria assim eu tenho

    um pouco de experiência , achei bem pratico a sua montagem e explicação, o acabamento

    vai de cada um ……Abrss

    • Cris Turek 27 de julho de 2016 at 12:47 #

      Carlos, as mesas que fizemos receberam um verniz impermeabilizante. Ficaram lindas e práticas, dispensando o uso de toalhas no restaurante 😉

  6. Herbert 15 de julho de 2016 at 20:43 #

    Olá, preciso de uma dica… fiz o esquema da estrutura porém as pernas ficaram bambas e, quando colocado o tampo não fica firme, fica balançando. Como posso resolver?

    • Cris Turek 18 de julho de 2016 at 18:06 #

      Herbert, não tem porque ficar bambas. Temos 11 mesas destas em uso diário num restaurante e estão perfeitas. Você colocou o reforço interno indicado no tutorial? Realmente não temos ideia do que pode ter saído errado se você fez exatamente como indicamos. Talvez suas pranchas de madeiras estivessem empenadas, pode ser?

  7. mauricio araujo 20 de junho de 2016 at 16:06 #

    boa tarde muito bom o passo a passo gostei peguei a ideia… porque meu espaço para mesa era menor então adaptei os tamanhos para minha necessidade… ja fiz e ficou perfeita… agora só uma correção os barrotes vocês colocaram 69×9 mas creio que o barrote que foi usado ai é de 5 ou 6cm e não 9cm…

    • Cris Turek 29 de junho de 2016 at 16:59 #

      Olá Mauricio. De fato, fomos verificar e a medida certa é 6cm. Erro meu de postagem que já corrigimos. Obrigada por escrever. Sobre as medidas creio que já resolveu, certo? Abraços.

  8. mauricio araujo 15 de junho de 2016 at 16:36 #

    como eu faço uma menor? preciso de uma mesa de no máximo 70cm de largura.. tem calculo para diminuir esse projeto?

  9. Adriana 4 de junho de 2016 at 21:40 #

    Incrível! !! Amei cada explicação e foto. Meus parabéns! ! Agora poderei fazer minha mesa. Voces foram exelentes.

    • Cris Turek 13 de junho de 2016 at 20:04 #

      Isso Adriana, faça que fica ótima. No final, usando um bom Stain, ela ficará brilhosa e linda.

  10. Roberta 14 de maio de 2016 at 12:41 #

    tAMBÉM GOSTEI MUITO TRABALHO!
    Fiz minha cabeceira de cama, prateleira de madeira, lustres de barbantes, mas agora quero uma mesa, mas com a base única, no centro da mesa, e vidro.
    Estou buscando idéias bacanas, depois quero ver com o acabamento, como ficaram as mesas de vocês!
    Beijo grande e adorei a dica

    • Cris Turek 16 de maio de 2016 at 13:56 #

      Está faltando fazer uma foto e postar Roberta, tinha até esquecido 😛
      Vou providenciar. Beijos.

  11. Thiago Carvalho 29 de março de 2016 at 22:36 #

    Cris,

    Adorei a ideia … parabéns pelo trabalho!

    Tava querendo aproveitar essa base da mesa e ao invés de usar as tábuas de 30, queria reaproveitar um tampão de mármore de outra mesa que tenho aqui. Será que suporta?

    Obrigado!

    • Cris Turek 30 de março de 2016 at 19:29 #

      Com certeza suporta Thiago, fica tranquilo.

  12. Rosina 23 de fevereiro de 2016 at 12:01 #

    Cris, estava procurando na NET e achei você, amei o seu site. Preciso de duas bancadas para o meu “Cantoliê” rsrsr, um cantinho em casa que virou ateliê de patchwork e artesanato, já comprei as madeiras, estou fazendo pantina e faltava uma explicação SHOW como esta para eu e meu marido montarmos. Agora mãos a obra, com este passo a passo não vai ter erro.
    Muito obrigada, Deus a abençoe por compartilhar.

    • Cris Turek 24 de fevereiro de 2016 at 17:02 #

      Rosina, fizemos todas as mesas do restaurante usando este esquema, e tudo praticamente num dia. Vai fundo que ficará lindo. Beijos.

  13. Maria Aparecida Gouvea 9 de novembro de 2015 at 12:53 #

    Amei a facilidade e com gabarito,

    • Cris Turek 9 de novembro de 2015 at 18:54 #

      Experimente Maria Aparecida, fica bem legal!!!

  14. Cecilia Stucchi 6 de novembro de 2015 at 10:10 #

    Amei a mesa feita por vocês! Vou fazer também porque está muito bem explicado!
    Obrigada
    Um abraço
    Sissa

    • Cris Turek 6 de novembro de 2015 at 11:25 #

      Legal Cecilia, depois mostre pra gente, 😉

  15. Agnes Schoeffel 5 de novembro de 2015 at 11:09 #

    Parabens Cris, a mesa ficou ótima. Gostei do passo a passo. Já tive uma fábrica de móveis sob medida e muitas vezes ajudei na produção, só que lá se trabalhava com máquinas próprias, mas para quem quer fazer em casa a explicação é show e o resultado maravilhoso. Agora é colocar a imaginação e a criatividade para funcionar e teremos um produto único.Abraços e sucesso no restaurante do teu irmão!

    • Cris Turek 5 de novembro de 2015 at 12:08 #

      Obrigada Agnes, vindo de quem entende é um baita elogio, 😀

Deixe uma resposta