Como fotografar artesanato: estúdio e edição

Como fotografar artesanato: estúdio e edição

Nenhum fotógrafo está livre de precisar retocar uma imagem, e nós, na nossa humildade de fotógrafas amadoras, é que não estaríamos livres desta tarefa. Hoje, no nosso treinamento, vamos falar de estúdio e de edição.

Já foram quatro aulas, bem abrangentes, que se te fizeram observar um pouco mais as funções de sua câmera e usos da iluminação natural, certamente já causaram diferença em suas fotos. Vamos recordar:

Sempre lembrando que nosso objetivo neste treinamento é fotografar artesanato, ok?

Espero que o interesse no assunto tenha despertado, e vou dar esta semana pra você exercitar todas as dicas que eu passei e poder me perguntar as dúvidas que restarem. 

Na segunda que vem vou lançar um desafio artístico, com direito a super presente, pra testar o seu avanço na fotografia. Quem se sobressair com certeza terá motivos pra ficar feliz. Fique ligada e ligado na coluna do Mural para participar em alto nível  😀 

 

Pra encerrar nosso treinamento, vou explicar um pouco sobre as alternativas disponíveis para quem não consegue escapar de situações como fotografar à noite.

Várias leitoras me escreveram com dúvidas comuns:

Pergunta um: ” Trabalho fora durante o dia e só posso fotografar à noite ou nos finais de semana. O que fazer? “

Pergunta dois: “Meus produtos são grandes e ambientados dentro de casa. Como faço com a iluminação?”

Vamos lá.

 

Usando um estúdio portátil

Você que só pode fotografar à note, não é a única pessoa vivendo este problema. É tão comum, que fabricantes do setor já criaram seus formatos de mini estúdio e estúdios portáteis voltados para o e-commerce.

Artesanatos de natal, aprenda agora

Produtos artesanais são, em sua maioria, de tamanhos médios à pequenos e se encaixam facilmente nestes pequenos estúdios que reproduzem o espaço de um grande estúdio fotográfico numa pequena caixa de 40x40cm.

O que precisa um estúdio compacto? Ser portátil e ter uma iluminação difusa. 

 

Estúdio fotográfico compacto portátil

Já existem vários modelos no mercado e todos com esta função de amaciar a luz direta, eliminar reflexos nos objetos e tirar a sombra dura. Junto com o fundo infinito que todos oferecem, seu objeto será fotografado sem mostrar emendas e dobras atrás de si, como num estúdio normal.

O custo? Tenho visto uma variação enorme e os preços mais competitivos estão em sites estrangeiros. A faixa varia dos 90 reais para os estúdios mais simples aos 250 reais para um estúdio como da foto no alto.

Eu indicaria comprar fora do Brasil através do E-bay e aqui em sites como o Mercado Livre. Sempre, é óbvio, observando a pontuação do vendedor e quantidade de clientes atendidos. Tomando essas precauções, não é mais perigoso do que usar seu cartão na farmácia.

Mas preste atenção: 

  • se optar por um destes observe que alguns não vem com iluminação e por isso são mais baratos. 

Nestes casos você terá que adaptar com abajures direcionáveis para que resultem no que precisa.

De um modo geral são alternativas excelentes para fotografar à noite ou em locais de pouca iluminação, com a vantagem de poder ser carregado para qualquer lugar.

E, pra você que realmente é faz tudo e super econômica, segue o link de um tutorial para fazer um estúdio compacto em casa. Ele não é tão fácil de levar junto pra outros locais, mas com certeza fica bem em conta.

 

Passo-a-passo de estúdio fotográfico compacto

O tutorial acima foi elaborado pelo site Elo7 para auxiliar seus anunciantes com esta questão. Está bem fácil de entender e reproduzir, então não tem desculpas. 

No Youtube também tem uma porção de vídeos com dicas. Que não seja por falta de onde achar  😉 

 

Pergunta dois: produtos grandes

E para as amigas que vendem móveis, roupas de cama, mesa, cortinas e coisas do gênero? Especialmente quando querem fotografar a peça contextualizada. Como fazer?

Aí não tem escapatória, um certo investimento se fará necessário. Investimento em iluminação.

Aqui na Vila, no set de fotografia e filmagem do atelier, eu tenho um kit básico de iluminação e tenho um espaço com fundo infinito adequado para fazer os passo-a-passo do blog. Você que vende produtos grandes ou que são usados em espaços grandes vai precisar de algo similar.

Aqui, além da iluminação do atelier em si ser mais potente, com lâmpadas fluorescentes especiais para fotografia, eu uso dois refletores sombrinha com tripé como este abaixo.

Refletores com softbox

E sim, são necessários dois, de bom tamanho (50×70) porque ao jogar a iluminação de um lado, se não compensar do outro o set terá grande sombras que serão o ruído das nossas fotos. Ou seja, atrapalha em vez de ajudar.

O bacana destes kits é que eles também são portáteis, fáceis de desmontar, dobrar e levar para qualquer lugar. Então você pode tirar proveito e contextualizar seu produto na casa do seu cliente, ambientando em decorações bacanas e reais.

O investimento é em torno dos 350 reais cada kit com lâmpada. É alto? É investimento e se seu negócio deseja boa apresentação, merece que se pense a respeito. Ou então que se contrate um profissional que possa fazer um book bem apresentável dos seus produtos.

Onde comprar? Existem várias lojas no Brasil especializadas em produtos para estúdios e também existem as gringas via E-bay. Eu comprei fora, paguei frete e imposto, e ainda assim valeu a pena. Mas tem bastante tempo.

De lá pra cá não sei o quanto mudou, só que eu não deixaria de pesquisar mesmo com o dólar alto.

Atenção: os valores sugeridos neste post podem e vão variar com certeza. 

 

Editando fotos prontas

Um professor num dos cursos que fiz, disse que nada é mais eficiente do que fazer um foto de qualidade. Mas as correções fazem parte do negócio.

Já vimos como fazer uma foto do zero cuidando de detalhes importantes para que fique tudo perfeito. Fotos feitas, a gente descobre que restaram alguns pequenos defeitos. Para eles temos a edição.

E tanto para uso no desktop quanto no celular, alguns aplicativos mudam o rumo da história. Todo mundo já ouviu falar em Photoshop. Pois é, o Photoshop ganhou equivalentes super práticos, fáceis de manusear e que ficam disponíveis em seu smartphone. Ou seja: você fotografa e corrige imediatamente, se quiser.

O melhor? São gratuitos e bastante bons. Vou falar de alguns deles.

Sobre isso é importante entender que existem muitas opções e cada usuário se adapta à um tipo. Alguns são mais voltados aos efeitos e filtros especiais, outros mais às ferramentas de um editor de imagens. Vou indicar estes últimos, porque o uso de filtros e efeitos pede cuidado redobrado, e na hora de vender, eu aconselho não usar.

O meu preferido e que já está disponível também para os Android é o Adobe Lightroom.

Produto da Adobe, que pra mim já diz muito, é um editor potente, com recursos avançados, corrigindo desde exposição, cores, contraste, até áreas seletivas da imagem. Quer dizer que você trata a imagem em áreas específicas.

E se você gosta de editar as fotos no computador, o Lightroom também está disponível pra você.

Lightroom, editor de imagens

 

 

Outro nome de boa referência é o VSCO.

Sua melhor característica é a praticidade de uso e rapidez com que você pode tratar sua foto. Visual fácil de entender também disponibiliza alguns filtros através da loja do aplicativo. Alguns gratuitos e outros pagos.

Editando fotos com o VSCO

 

 

E por fim vou indicar o Snapseed.

O Snapseed é mais detalhista tanto que permite que se edite pequenas partes da imagem desde exposição até temperatura de cor. Bastante completo, com vários filtros e molduras, só pede cuidado com os exageros  😉 

Edição de fotos usando o Snapseed

O Snapseed é do Google e por isso você pode subir sua imagem direto no seu Google+ assim que terminar de editar. Ou então editar sua foto de dentro do Google, sem ter que baixar o aplicativo para seu celular.

Tem outros? Um milhão 297 mil outros aplicativos. Mas estes que indiquei já darão bastante assunto pra você testar.

Só não esqueça: cuidado com filtros e molduras. Eles são “bacaninhas” mas na hora de vender é preciso colocar o foco no produto, captou?

Se você já utiliza outro aplicativo que gosta muito, indique aí nos comentários pra galera que curte navegar nestes brinquedos.

E quem não sabe onde encontrar os aplicativos para baixar no smartphone, vá ao Google Play ou ao iTunes. No seu computador faça o mesmo.

 

Terminou. A-ca-bou…..

Chegamos ao fim do nosso treinamento de fotografia direcionado para o seu potencial negócio de artesanato ou  para o seu prazer em fotografar seus projetos prontos. Na semana que vem vamos falar do desafio artístico e então voltaremos com a nova versão do Mural da Vila. Estou ansiosa  😎 

Quem será que foram os bons alunos? Huummmm, veremos  😀 

Dúvidas, pergunte nos comentários. Sempre dá tempo.

Fotos: 1.Mutu, 2. No Puedo Creer, 4.Lumitec

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , , , , ,

4 Respostas para: Como fotografar artesanato: estúdio e edição

  1. Maria Lúcia 14 de outubro de 2016 at 10:43 #

    Cris, suas informações, como sempre, muito boas. Obrigada por compartilhá-las. Aposto que todas as pessoas que passam por aqui se encantam com isso.
    bjo. Maria Lúcia.

    • Cris Turek 18 de outubro de 2016 at 13:34 #

      Maria Lúcia, você sempre carinhosa. Obrigada.

  2. Lucimar Silva 12 de outubro de 2016 at 17:21 #

    ola ,boa noite adorei a aula de fotografia aprender nunca é demais. obrigada

    • Cris Turek 13 de outubro de 2016 at 16:01 #

      Lucimar, não só não é demais como é útil pra muitos artesãos que desejam vender seus produtos. Importante treinar fotografia 😉 Bjs

Deixe uma resposta