Como fotografar artesanato: vamos falar de câmeras

Fotografando artesanato com o celular

Muito bem, chegou o dia: vamos começar nosso treinamento com dicas básicas para fotografar artesanato e vamos começar falando de câmeras.

Antes eu quero lembrar que este treinamento faz parte da reformulação do Mural da Vila, que é o espaço onde temos fotos dos trabalhos produzidos pelos leitores. É o início de uma série que sugiro que acompanhe e contribua com sugestões e dúvidas.

Sei que muitos de vocês fazem artesanato apenas como hobby e até como terapia ocupacional. Se você é uma destas pessoas, estas dicas vão te ajudar a fazer fotos melhores, independente da finalidade. Relaxe, leia, porque você vai aproveitar também.

De qualquer forma, foi tudo pensado em quem usa a fotografia como ferramenta para divulgar e vender seus produtos. Especialmente para quem não tem uma câmera semi-profissional e nem quer investir num equipamento deste nível.

A intenção é que você consiga fazer fotos de excelente qualidade usando o que já tem em casa. Então me responde aí: o que todo mundo tem em casa e que fotografa? Siiiiiimm, um smartphone  😉 

Você vai me perguntar: “Mas Cris, e as câmeras compactas? Não contam?”

Claro que contam. Na verdade optei por focar nos smartphones, primeiro porque como todo mundo tem, a maioria das dúvidas que recebo são referentes às fotos feitas em celular. Se você usar uma câmera compacta e tem dificuldades, poderá me escrever com suas dúvidas, que responderei e dependendo de como for faremos outro post específico para ela.

Outro motivo é que eu mesma sou um exemplo de caso. Eu comprei uma câmera compacta alguns anos atrás, que rapidamente ganhou o fundo do armário, perdendo para o celular em qualidade e funções.

A minha câmera era a mais moderna que havia na época em formato compacto e eu havia comprado para levar comigo em eventos. Com 14 mega pixels, zoom e uma porção de recursos extras, em 2 anos suas fotos já perdiam em qualidade para o celular. Vou mostrar na prática a diferença.

 

Vendo na prática

As duas situações usaram os ajustes ideais das câmeras e a mesma iluminação, com equipamento do nosso set de filmagem. Também não receberam nenhum tipo de tratamento, apenas um recorte no tamanho.

Abaixo a imagem feita com a câmera:

Usando uma câmera compacta
Foto feita com câmera compacta
E agora usando o smartphone:

Fotografando com o celular
Peça fotografada com o celular
Perceba que a diferença não é tão gritante, e talvez você diga que não precisa mais que isso.

Segredos da encadernação artesanal

Mas podemos observar que o celular aproveita bem melhor as condições de luminosidade, dando mais definição, respeitando mais os brancos e mantendo as cores originais, sem estourar. Isto poupa a edição da fotografia para corrigir.

E mais. Considere que usei iluminação super adequada. Se a iluminação fosse mais fraca, o smartphone daria melhores resultados de aproveitamento neste sentido. E luz é um dos maiores problemas nas fotos domésticas.

Aqui na Vila temos máquinas DSLR para fotografar nossos tutoriais e fazer nossos vídeos. Quando estou fora do atelier e preciso fotografar algo na urgência, uso o meu celular tranquilamente pois sei que o resultado será bastante bom. Com as dicas que darei nas próximas aulas de treinamento, você também se sentirá em condições de fazer as suas.

Mas fique à vontade para me escrever perguntando sobre sua câmera compacta e as regulagens que sente dificuldade. Ajudarei todos.

Para os smartphones vamos falar apenas do que temos obrigação de observar. A maioria dos recursos existentes na configuração de câmera do seu celular deverão ficar no automático, apenas alguns devem ser ajustados para fotos de produtos. Vamos à eles.

 

Usando um Iphone

Os Iphones possuem quase nenhuma configuração, e todas são fáceis de testar. Se você usa um Iphone, teste fotografar o mesmo produto alterando a opção HDR e modificando a exposição do ponto focal.

No recurso HDR, marcado no alto do visor, num clique são registradas fotos com muita luz, com pouca luz e com exposição média. Em seguida as imagens são combinadas, de maneira que a fotografia final será a junção da melhor exposição para as áreas com luz e a melhor para as áreas de sombra. Isso dá mais definição e qualidade às fotos.

Mas veja bem, não significa que o HDR seja a solução para seus problemas. Ambientes escuros e fotos onde o contraste seja interessante, não devem usar o HDR. Então, no caso de seus produtos, que estão paradinhos esperando você, teste as alternativas e veja a diferença entre as opções antes de sair fotografando toda a sua coleção.

Controle de exposição no Iphone

E o controle da exposição, você regula no quadrado de linhas amarelas que define o ponto focal da sua foto. Ao clicar neste quadrado além de fazer o foco naquele ponto, aparece um ícone de sol que pode ser regulado para mais ou para menos, ajustando a quantidade de luz captada pelo sensor. Teste também a melhor opção para o seu caso. No mais, desative o flash sempre e esqueça dos filtros. Para este fim eles não são úteis.

E num Android, o que teremos que observar?

 

Usando um Android

Se tem uma coisa igual pra todos os casos é que o flash deve estar sempre desativado. O flash estraga a grande maioria das fotos de artesãos, então regra número um: desligue o flash. Mas e aí?

O flash que parece inofensivo, pede mais conhecimento de fotografia e controle da luz do ambiente do que você possa imaginar. Por isso costuma estragar tantas fotos de família deixando as pessoas com caras de fantasma ou criando sombras horrorosas e duras ao redor das nossas peças.

Veremos isto com detalhes e exemplos em aula mais adiante, por hora acredite em mim e desative o flash  😉 

Deixe o flash desligado

Como eu disse antes, a maioria dos recursos será usada no automático, e os Android possuem muitas alternativas. Então depois de desligar o flash, clique na primeira engrenagem para abrir as configurações e lá vamos mudar o Modo de Foco.

O Android oferece a opção “Macro” que é indicada para fazer fotos de pequenas distâncias. Talvez um dos mais importantes recursos para artesãos seja este. Ative a opção Macro sempre que for fotografar produtos menores ou queira destacar um pequeno detalhe de seu trabalho.

E se suas peças são grandes como uma colcha, por exemplo, desconsidere o Macro e mantenha em Foco Automático. 

Outra coisa, esqueça do zoom. Mostrarei em outra aula o que o zoom do celular faz com suas fotos, e você verá porque jamais deve usá-lo para aproximar aquele detalhe que tanto deseja mostrar. Esqueça o zoom.

 

Ajuste a resolução da câmera

Outra coisa importante para ter fotos de melhor qualidade é fazê-las na melhor resolução possível de sua câmera.

Na engrenagem de configurações você vai encontrar a opção Resolução, e lá escolha a mais alta que houver. Ficará muito melhor e dará mais alternativas de edição, se for necessário.

Qual é o problema desta opção? Ela come memória do seu celular. Então, assim que fotografar, faça o download das fotos para seu computador e limpe seu arquivo, apagando as fotos e deixando-o livre. Ou, se for editar no próprio celular, edite, suba para sua loja virtual, blog ou site, e apague da memória do seu celular.

No caso dos Android, também indico desativar todo tipo de filtro. Os filtros pedem outros usos e não se aplicam às fotos com objetivo de venda, até porque mal usadas podem dar um efeito indesejado ao invés de valorizar o que você pensa que vai valorizar. Então não use os efeitos, deixe para suas fotos pessoais.

E por fim…

Existe uma porção de outros ajustes (ISO, Controle de Branco, Modo de Disparo) que podem ajudar muito em situações de pouca luz, ou luz artificial inevitável. Mas pedem muito domínio do equipamento.

Se você tiver disposição para testar todos eles e ver o que acontece com sua foto, faça isso. Esta seria a situação ideal que nem sempre conseguimos fazer. Se é o seu caso, ajuste estes itens que relacionei e deixe todos os outros no automático.

Não esqueça: estas dicas são para fotografar suas peças de artesanato. É nisto que estamos trabalhando hoje.

Chato?

Pode ser um pouco chato para quem gosta de criar ficar presa lendo este textão, mas acredite, fotografia é algo que transcende e quando você aprende a brincar com sua câmera, seja ela qual for, você começará a ver o mundo de outro ponto de vista, e verá beleza também onde nem imaginava.

Considere estas tarefas um exercício de olhar criativo e divirta-se.

No mais, me escreva se tiver dúvidas de ajuste que eu não abordei ou que você não tenha compreendido. Combinado?

A próxima aula será sobre luz natural 😀 

Clique para ver a aula sobre luz natural

 

Fotos: Marcelo Pereto e fotos de divulgação

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , , , ,

14 Responses to Como fotografar artesanato: vamos falar de câmeras

  1. Débora de Souza 17 de setembro de 2016 at 15:53 #

    Oi Cris, que conteúdo bacana, bom isso né, os celulares hoje tem muitos recursos e nos ajudam bastante, amo isso. Parabéns viu, amo a vila, bjus
    dmimosesonhosatelie.com.br

    • Cris Turek 17 de setembro de 2016 at 18:07 #

      Obrigada Débora. Celulares hoje são melhores câmeras do que celulares, então: vamos aproveitar 😀
      Beijos.

  2. Luzia Pereira 16 de setembro de 2016 at 11:03 #

    Olha estou com uma dificuldade terrível em pintar garrafas por dentro , não tem uma técnica que de certo

    • Cris Turek 16 de setembro de 2016 at 12:23 #

      Luzia, qual é o uso que você quer dar para as garrafas? Isso define o tratamento. Aguardo.

  3. Inó aragão 16 de setembro de 2016 at 11:03 #

    Boa anoite Cris!
    Amei este conteúdo. Quanto ensinamento, logo eu que sou uma
    péssima fotógrafa.
    Obrigada.
    Abraços

    • Cris Turek 16 de setembro de 2016 at 12:22 #

      Inó, fique de olho que vem mais aulas super práticas. Vão te ajudar bastante. Beijos.

  4. Luciana 14 de setembro de 2016 at 11:21 #

    Obrigada pelas dicas,Cris! Mas queria perguntar,meu tablet não tem essa função macro na câmera.Como eu faço?

    • Cris Turek 14 de setembro de 2016 at 11:37 #

      Luciana, faça um teste com um objeto pequeno para descobrir qual é o ponto ideal de aproximação para fotografar sem perder a nitidez. Não aproxime demais, vá até onde o tablet fotografa legal e depois deixe para melhorar o resultado na edição. Vamos falar sobre edição mais adiante.

  5. Elza 13 de setembro de 2016 at 17:34 #

    Obrigadaaaa!!! Cris

    Vc sempre se superando

    Bjus

    • Cris Turek 13 de setembro de 2016 at 20:40 #

      Obrigada Elza, anote as dicas e continue nos acompanhando que vem mais coisa boa por aí 😉

  6. Marquesete Sironi 13 de setembro de 2016 at 11:49 #

    Bom Dia Cris!!!

    VC realmente é D+!!! Parabéns por todas as iniciativas em prol do desenvolvimento das pessoas!!! Isso geral uma energia positiva que contagia todos os envolvidos!!!

    Apesar de eu não ser artesã profissional, desde criança sempre acompanhei os trabalhos manuais da minha mãe, que adora artesanato (tricô, crochê, pinturas em madeira, guirlandas de feltro, e tudo o que aparecer pela frente, rsrsrsrsr) e também da minha avó, que era uma costureira excelente!!!

    Então, tudo isso passa de geração para geração, e sempre estamos envolvidos com alguma coisa de artesanato!!!

    Por exemplo, agora estamos fazendo algumas peças para o Bazar de Natal, em prol da ONG Focinhos Mágicos, que cuida de animais abandonados, aqui em nosso município. Todo trabalho é voluntário e ganhamos algumas peças de MDF (aro para guirlandas, plaquinhas para porta, porta espetos, kit para cozinha, etc) as quais estamos pintando para conseguirmos um bom preço e assim pagarmos as cirurgias que uma cachorrinha teve que fazer.

    E com essas suas dicas de fotografia, o nosso marketing vai funcionar bem melhor!!! rsrsrsrsrsrssr!!!

    É assim que funciona a corrente do bem!!! Todos envolvidos na luta por um mundo melhor!!!

    Obrigada por compartilhar suas dicas!!! Deus te abençoe!!!

    Beijos!!!

    Marquesete

    • Cris Turek 13 de setembro de 2016 at 20:33 #

      Marquesete, suas palavras foram perfeitas: energia positiva contagia, e se mandamos coisa boa, recebemos coisa boa. Obrigada querida e tudo de melhor para sua ONG. Aqui somos protetores de animais também 😉

  7. Munik Freitas 13 de setembro de 2016 at 9:08 #

    Quero frisar o meu agradecimento por sua disponibilidade. Estou amando e ansiosa para saber das proxímas dicas, especificamente de como utilizar a luz e um espaço adequado para “tirar” as fotos.
    Trabalho com Filtro dos sonhos e gosto muito de tirar fotos deles junto com a natureza.
    GRATIDÃO

    • Cris Turek 13 de setembro de 2016 at 20:32 #

      Munik, luz será nosso próximo assunto. Aguarde 🙂

Deixe uma resposta