Como fotografar artesanato: vamos falar de luz

Treinamento como fotografar artesanato luz natural

Olá muralista 😀 Vamos aprender como fotografar artesanato? Hoje vamos falar de luz:

  • natural ou flash?
  • Fora ou dentro do atelier? 

Hoje vou mostrar pra você que desligar o flash é apenas uma parte da história da iluminação. E mais uma vez vou mostrar que não existe complicador, é tudo muito simples. Mas é item importante de se observar.

Quero lembrar que este treinamento faz parte da reformulação do Mural da Vila, que é o espaço onde temos fotos dos trabalhos produzidos pelos leitores. Este post é parte de uma série que sugiro que acompanhe integralmente, e que contribua com sugestões e dúvidas. Use o campo comentários lá no final para me escrever.

 

Na aula anterior explicamos porque estamos priorizando o uso de máquinas em celulares. De qualquer forma, na aula de hoje não importa o equipamento que você tem, se celular ou câmera compacta, mas sim o modo como você aplicará a iluminação na peça que vai fotografar.

Preste atenção que a aula de hoje não tem preço e eu estou te entregando de presente. Valorize!!!  😉 

Tenho lido muito material com dicas práticas de fotografia, mas pouco eu vi que exemplificasse, justificando com fotos o porque de fazer certas escolhas. Você vai poder ver a diferença e entender do que estamos falando.

Aposto que sempre que você lê alguma matéria sobre o assunto ela diz: use luz natural. O que é luz natural? Entenda-se luz natural por luz do dia.

Ok, então você pode pensar: luz do dia é igual a luz do sol. Então vou fotografar ao sol.  😯 Nããããooooooo!!!!!  Vamos ver os exemplos?

 

Luz do sol → 

A foto abaixo foi feita sob o sol e fica fácil de entender porque não funciona fotografar seu artesanato com esta luz.

O sol cria áreas de muito contraste e também a sombra que fica muito dura. Iluminando demais de um lado e do outro criando sombras que confundem. A sombra da peça sobre a base é ainda pior. Um efeito que fica interessante em outras ocasiões, aqui, sobre sua peça, fica muito ruim. Então: nunca fotografe direto sob o sol.

Peça direto no sol

Artesanatos de natal, aprenda agora

 

Na sombra → 

Agora temos uma outra situação de luz natural, que pode ser uma varanda bem aberta para o lado do sol ou uma árvore de bastante sombra, ou ainda pode ser um dia nublado. Aliás os dias nublados funcionam bem para este tipo de foto, basta fotografar nas horas mais claras do dia e o resultado será muito bom.

Observe como ficou melhor. Sem contrastes extremos, podemos ver todo o volume da peça e suas cores mais reais. 

Se você tem uma varanda protegida do sol ou no seu prédio tem uma marquise ou um jardim com uma boa sombra de árvore, escolha as horas mais claras do dia e fotografe neste lugar. O resultado será muito bom, uma das melhores opções de luz natural que você terá.

Na sombra da varanda

 

Luz natural dentro de casa

Pra você que não tem opção de ir para o lado externo fotografar, só resta correr pra sua janela. E olha que não é qualquer janela não.

Observe em sua casa, qual das suas janelas ganha em luz natural. Sempre tem uma que fica para o lado do sol e é nesta que você montará sua base de fotografia. Veja abaixo a janela da minha casa que vou usar para exemplificar. Para você ela pode parecer iluminada o suficiente, mas acredite: esta luz causa muitos defeitos, que já vamos ver. 

Set de fotografia na janela

Mas tudo bem; digamos que sua melhor opção seja parecida com esta. Então anote, também, o segredo de escolher a melhor hora do dia, e isto é bem importante. Uma hora a mais pode mudar muito a luminosidade e prejudicar seu esforço. Não dê este mole  😐 

Dá pra notar que a câmera que fez a foto acima transforma a luz externa num grande clarão e parece ter muita luz ali, só que não. A câmera compensa esta diferença de luz pra poder mostrar tudo que tem no quadro, e nem sempre isso dá bons resultados.

Se você deixar o seu flash ligado, aqui ele certamente irá disparar, porque o flash faz esta tarefa de compensar a diferença de luminosidade. E você vai me dizer: “Ahhh, mas que bom então, Cris!!!”  Será? Vem ver o que acontece usando o flash.

 

Com flash → 

A foto abaixo eu fiz bem ali naquela janela usando o flash que na tentativa de compensar a luz, criou um efeito azulado sobre o fundo que não parece tão ruim, mas significa que ele alterou o equilíbrio do branco e com o branco, também as cores reais da peça.

O flash também pode deixar a foto lavada, comprometendo a noção de dimensão e criando uma sombra dura atrás da peca que parece com uma imagem fantasma, colada na sua peça. Péssimo  🙁 

Usando o flash

Então digamos que você perdeu a hora e precisa fotografar uma peça no final da tarde. Esquece do flash, peloamooorrrdedeus, tente deixar para o dia seguinte e se não tiver jeito, guenta aí que em aula mais adiante mostrarei opções de mini estúdios de fotografia com iluminação pra quem só pode fazer isso à noite.

 

Com a luz da janela na sua frente → 

Mas vamos voltar pra janela, desligar o flash e ver o que acontece? 

Câmera de frente para a luz
Fiz um desenhinho pra te mostrar.

Primeiro de tudo vamos fazer o que as pessoas fariam naturalmente: posicionar a base sob a janela e fotografar com a luz bem à frente. Nunca encoste a base na parede embaixo da janela porque ali sempre há sombra. Afaste um pouco.

Agora veja abaixo como fica esta foto.

Com a luz de frente

Veja como a janela bem à sua frente cria toda uma gama de sombras justamente do lado da peça que você quer mostrar. Também cria uma sombra da peça sobre a base, que não pode acontecer em fotos deste tipo. 

Então,você já pode ver porque esta posição deve ser evitada. Não fotografe sua peça com a janela bem à sua frente.

 

Com a luz da janela ao lado → 

Luz da janela na lateral
Agora vamos simplesmente nos posicionar com a janela ao nosso lado e fazer a fotografia normalmente.
Peça iluminada de lado

Veja que agora você tem uma peça metade iluminada e metade cheia de sombras. E a sombra dela própria sobre a base é muito visível, então esta opção também não funciona. O que fazer? Descarte esta opção e vamos adiante.

 

Luz da janela atrás → 

Com a luz da janela atrás
Vamos nos posicionar com a luz da janela incidindo por trás de nós. Se for preciso abaixe-se, sente numa banquetinha para fazer esta foto, e deixe a luz passar por sobre sua cabeça.
Com a luz da janela atrás da peça

Ahhhhhh, agora sim. A luz vem por trás, você não está na frente fazendo sombra porque pode se sentar ou sair de ladinho, e a sua peça recebe toda a luz natural diretamente sobre ela. As sombras que se formam não causam interferência e a sombra da própria peça não aparece ou aparece minimamente.

Agora sim você descobriu qual é a melhor posição para fotografar sob a luz da sua janela.

Mas sabia que ainda dá pra melhorar?

 

Usando o rebatedor

Rebatedor é o nome de um instrumento que fotógrafos profissionais usam em set de fotografia, inclusive ao ar livre. O rebatedor equilibra a iluminação em torno do objeto principal da imagem ou quando o fotógrafo deseja outros efeitos.

Usando um rebatedor
No nosso caso, nós vamos criar nosso rebatedor com materiais de nosso atelier.

Eu estou usando nesta foto uma chapa de isopor, que além de ser super baratinha, é levezinha e tem um tamanho bom para usar em fotos mais amplas. Mas pode ser uma tira de EVA, ou carton mousse ou até um papelão com um lado branquinho.

Algumas pessoas usam forrar o rebatedor com papel alumínio. Eu pessoalmente não gosto porque o alumínio também cria alguns efeitos de reflexo que podem prejudicar. Então eu vou de isopor mesmo.

O bacana é, se possível, ter alguém ajudando, mas nem sempre dá. Então faça como eu mostro aí na foto: apoie no que você tiver por perto: livros, vaso, copos. Só não deixe de usar porque está sozinha no seu atelier, ok?

Agora vem ver a diferença que o rebatedor artesanal faz nas fotos.

 

Com rebatedor e luz na lateral → 

Luz na lateral e rebatedor
Aqui estou fotografando com a luz da janela ao meu lado e usando o rebatedor na posição desenhada na foto. Meio de ladinho porque aqui foi a melhor posição de rebate da luz da minha janela.

Teste na sua casa na hora de fotografar.

Luz lateral e rebatedor

Observe que a sombra da peça sobre a mesa continua lá, mas agora bem mais suave. Só que o mais importante é que as sombras na peça estão bem mais leves, quase no ponto que queremos. Então esta posição já começa a ser aceitável, mas tem uma melhor.

 

Luz da janela atrás com rebatedor → 

Janela atrás e rebatedor
Agora vamos colocar na melhor posição de luz que a gente já tinha descoberto, e vamos usar o rebatedor também. O que será que vai acontecer?
Rebatedor com luz vindo de trás

Resultado excelente. A luz da janela entra, ilumina o lado certo da peça, rebate do outro lado no isopor, clareando o lado contrário.

Peça bem iluminada, noção de volume bem definida, sombra da peça na base praticamente imperceptível. Achamos mais um modo de fazer uma foto de nossas peças com um resultado de qualidade.

Tá, quem conhece fotografia vai me dizer: “Mas Cris, a sua base branca ficou azulada!!!” Verdade, o equilíbrio de branco aqui não está perfeito e isso pode ser corrigido com uma das funções de fotografia da câmera ou do celular, e isto você deve testar com sua câmera até encontrar a regulagem correta.

Mas se tiver dificuldades, entenda que até aqui sua foto já melhorou zilhões de vezes e já valoriza sua peça em outro patamar.

O que queremos é uma foto que respeite cores, volume, nitidez e que apresente nossas peças o mais próximo da realidade possível. Certo? Então aplique este formato de uso da luz natural, teste junto com as funções da sua câmera ou celular, e exercite sempre. 

Lembre: é seu negócio e você tem obrigação de cuidar dele como profissionais fariam.

 

Resumindo

Se você puder optar por escolha de luz, comece nesta ordem:

  1. Fotografe do lado de fora numa varanda bem clara ou fotografe num dia nublado
  2. Fotografe com a luz da janela por trás de você, por cima de sua cabeça usando um rebatedor
  3. Fotografe com a luz da janela por trás de você, por cima de sua cabeça

Junte as dicas dadas na aula anterior sobre as funções de sua câmera com estas dicas de uso de luz natural e você já verá diferenças gigantescas em suas fotos.

Claro que fotos feitas em estúdio, com iluminação artificial, também ficam ótimas, mas exigem investimento em lâmpadas apropriadas e mais conhecimento da técnica da fotografia. Falaremos um pouco sobre isso mais adiante.

Se você ama esta arte, procure um bom curso e aprenda todas estas técnicas fascinantes num nível mais aprofundado.

Qualquer dúvida que tenha restado, use os comentários abaixo e me escreva.

Fique de olho que a próxima aula será sobre Zoom, Macro e Foco manual. Té mais.  😀 

Fotos: Marcelo Pereto

 

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , , , ,

48 Respostas para: Como fotografar artesanato: vamos falar de luz

  1. Heloisa Mendes Alves Amado 20 de novembro de 2016 at 8:16 #

    Cris, bom dia, o que é “rebatedor”?

    • Cris Turek 21 de novembro de 2016 at 18:08 #

      Heloisa, rebatedor é uma superfície branca e plana, que no caso eu menciono ser uma chapa de isopor, onde a luz do flash bate e rebate sobre o objeto iluminando o lado que está mais escuro. No mercado profissional você compra como uma ferramenta de estúdio, e se chama rebatedor. No nosso caso eu improvisei com a chapa de isopor, e pode ser qualquer chapa branca que fique firme. Conseguiu entender?

  2. Eliana 2 de outubro de 2016 at 13:05 #

    Obrigada Cris pelas aulas, vou testar e ver se minhas peças ficam melhores(faço cerâmica) para valorisa-las bj

    • Cris Turek 4 de outubro de 2016 at 12:45 #

      Ficarão sim Eliana e qualquer coisa estou a qui, é só escrever. Bjs.

    • ARLINI SALGADO 25 de outubro de 2016 at 8:59 #

      obrigado CRIS pelas aulas me esclareceu muitas duvidas que tinha e muitos
      pecados que estava cometendo com minhas peças

    • Cris Turek 25 de outubro de 2016 at 15:14 #

      Que bom Arlini. Esta era a proposta, ajudar. Beijos 🙂

  3. velma 1 de outubro de 2016 at 17:49 #

    Gostando demais das aulas.
    Não sou artesã, mas adoro fazer trabalhos manuais e curto
    fotografia.
    Obrigada, Bjs.
    Velma

    • Cris Turek 4 de outubro de 2016 at 12:44 #

      Fotografia é algo envolvente e muda nosso modo de ver as coisas, né Velma. Estou ao dispor. Beijos.

  4. Silvia Santos 1 de outubro de 2016 at 17:44 #

    Cris estou besta menina,com suas aulas de fotografia,vcensina muito bem! Com certeza ajudara a todos que aconpanham a Vila, Tenho consciencia que mandei muitas fotos com problemas,porque isso e bem nitido. Vou tentar melhorar com as suas dicas,porque nao sou muito conhecedora das maquinas fotograficas,e meu celular
    e android,nao sou boa em tecnologia,irei aprender com a Vila. Obrigada por nos ensinar tantas coisas legais,vc e meus show,que DEUS ti retribua por tudo que vc faz por todos nos. bj,querida.

    • Cris Turek 4 de outubro de 2016 at 12:44 #

      Silvia, você é uma fofa. Aprendi muito nestes 9 anos de blog e nada mais justo do que compartilhar, especialmente hoje que todos tem um smartphone que faz boas fotos, não é? Beijo e me pergunte se tiver dúvidas 😀

  5. Josiane Fernandes 30 de setembro de 2016 at 11:37 #

    Agradeço a Deus pela vida de cada um de vocês, que fazem parte da Vila do Artesão cada ideias de vocês, tem me deixado feliz em saber que DEUS nos dá os dom que é necessário para aprendermos uns com os outros.
    Sou Auxiliar de dentista e na minha área de lazer gosto e indico a vila do artesão para todos os meu contatos
    SE vocês tiverem ideias com o tema de odontologia ficarei mui grata .
    Estou orando por vocês pela nossa união como artesão que a cada dia possamos ser mais criativos e levar para o mundo que os pequenos destalhes do nosso trabalho faz uma semente se torna em ROSA a mais linda e cobiçada DO JARDIM kk beijo

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:55 #

      Que lindas palavras Josiane, obrigada de coração.
      Quais ideias você gostaria?

  6. marcia 28 de setembro de 2016 at 14:40 #

    muito legal estas dicas de fotografias, valeu!! abs Marcia

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:46 #

      Não agradeça por isso Marcia, aproveite 🙂

  7. Lorelei Quevedo 28 de setembro de 2016 at 1:04 #

    Adorei a aula , meu problema é o brilho nas fotos e sombras.
    obrigado pelas dicas

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:45 #

      Lorelei, é justamente porque você usa luz artificial. Ela causa muito reflexo e sombras duras. Experimente testar com as dicas dadas de luz natural e veja a diferença. Qualquer coisa escreva. Beijos.

  8. Sandra 27 de setembro de 2016 at 14:54 #

    Gostei, as minhas fotos ficam…ficavam sempre com sombras a mais e luz a menos. Obrigada!!👏👏👏👏👏👏

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:43 #

      Vamos dar fim às dúvidas de fotografia, Sandra 😀

  9. João Manuel 27 de setembro de 2016 at 10:50 #

    gostei da aula de fotografia…estou sempre a aprender. Obrigado
    João Manuel

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:40 #

      João Manuel, são várias aulas, confira todas e as próximas que postaremos. Abraços.

  10. Ana Sanches 25 de setembro de 2016 at 20:23 #

    Cris linda!!!

    Amei as dicas… e descobri que fazia tudo errado!!! Ai meu Deus!!! Devo ter dado o maior trabalho para vcs nos Paps!!!! Prometo que vou aprender!!!!

    Beijokinha!!!!!!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:30 #

      Ana querida, rsrsrs, imagina. A gente, aqui na Vila, as vezes erra bastante. Acontece 😀
      Mas está tudo ok, se as dicas ajudaram, fico feliz. Depois você me conta amiga. Beijos.

  11. Angelica Romano 24 de setembro de 2016 at 21:41 #

    Tô adorando o curso de fotografia, Cris! Minha maior dificuldade é fazer boas fotos com o celular: só consigo imagens nítidas de longe e borrões fora de foco quando tento fotografar de perto. Ótima ideia essa sua. Aguardo as próximas aulas! Obrigada.

    Angelica.

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:12 #

      Angelica, minha aula seguinte é justamente sobre fotos de detalhes, feitas de perto. Confere lá 🙂
      beijos.

  12. Maria Lucia 23 de setembro de 2016 at 11:52 #

    Oi Cris, obrigada por me cativar; parece até que você já me conhece. Eu sempre vejo tudo da Vila; acompanho lentamente todas as suas obras; sou fã de carteirinha. Não tenho muito tempo, mas sempre que arrumo um tempinho, vejo. Trabalho o dia todo, todo dia!. Continue me incentivando; gosto muito disso. Ok? Bjo. MLúcia.

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 14:05 #

      Delícia de mensagem Maria Lucia. Saber que voc6e encontra um tempo pra me visitar, só pode me deixar feliz.Um beijo grande querida.

  13. Wanda Ertner 22 de setembro de 2016 at 22:32 #

    Oi. Estou sim acompanhando suas dicas casa vez mais sofisticadas para vendermos nosso artesanato. Estou adorando estas de como fotografar os objetos. Me ajudou bastante com relação à sombra formada.

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 14:04 #

      Que ótimo Wanda, tem coisas que precisam mesmo ser exemplificadas. Se faltou algo, pergunte 🙂

  14. Munik Freitas 22 de setembro de 2016 at 19:49 #

    MAIS UMA VEZ QUERO AGRADECER PELA DISPONIBILIDADE. ESSAS DICAS VÃO ME AJUDAR MUITO.

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 14:02 #

      Fico super feliz Munik, esta é a intenção. Beijos.

  15. Gleyde Lima 22 de setembro de 2016 at 11:25 #

    Queria tanto participa …mais moro longe de mais

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 14:01 #

      Gleyde, é só acessar o blog. As aulas estão todas lá, gratuitamente. Não precisa ir à lugar algum, só ligar seu computador. Aproveite querida. Beijos.

  16. Lúcia Melo Brasil 22 de setembro de 2016 at 0:22 #

    Adorei as duas aulas! não sabia que num simples smarthphone existiam tantas informações de como tirar boas fotos de nossas peças artesanais! Valeu, Cris!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 14:00 #

      E não é Lúcia? Só um bom smartphone já é suficiente pra fazer seu negócio andar. Tô aqui se precisar. Beijos.

  17. jalva 21 de setembro de 2016 at 13:54 #

    Adorei as dicas !! ja fotografei vários trabalhos e sempre tem algum defeito, rsrsr
    Agora vou usar estas técnicas pra ver como vai ficar.
    Vou aguardar as outras aulas.

    Obrigado Cris !!!!

    Jalva.

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 13:56 #

      É assim que se fala Jalva. Fique de olho que o conjunto dos treinamentos vai te dar vários toques ótimos. Dúvidas, escreva. 😉

  18. Izabel Biali 21 de setembro de 2016 at 13:23 #

    Oi Cris! adorei as dicas.
    Vou ver a aula anterior que não vi.
    Vamos ver as próximas, se tiro minhas dúvidas.
    Eu trabalho com confecção de bebê, e tudo muito clarinho o bordado.
    Muito obrigada.
    Bjo.
    Izabel

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:25 #

      Izabel, acompanhe e se ficar algo sem ser abordado, me escreva. Beijos.

  19. Greyce 21 de setembro de 2016 at 12:58 #

    Cris, adorei. Você sempre pensando em nós, pobres artesãos atrapalhados na hora de tirar fotos kkk
    Valeu mesmo!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:24 #

      Teste as dicas, é o melhor modo de aprender Greyce. Beijos.

  20. Margarete Frota Lacerda 21 de setembro de 2016 at 11:44 #

    Muito bacana! Obrigada!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:23 #

      Obrigada Margarete. Beijos.

  21. Marcia Bonasio 21 de setembro de 2016 at 11:43 #

    Obrigado pelas dicas!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:23 #

      Não por isso Marcia 😉

  22. Magda Pompili Torres 21 de setembro de 2016 at 9:30 #

    Adorei as dicas. Mas uma pergunta: Se eu for fotografar uma peça imóvel. Trabalho fazendo capas de sofá e não posso tirar o sofá das pessoas do lugar para uma melhor fotografia. Quais as dicas para esse tipo de foto? Ou estou me precipitando e devo esperar as próximas aulas?

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 15:23 #

      Magda, no seu caso você vai precisar iluminar o espaço, e para isso usar equipamento adequado. Existem no mercado os Softbox que criam a luz difusa ideal para fotografar, e não custam caro. Vale investir porque você pode levar com você e fazer fotos bacanas no próprio local. O ideal é ter um par. Dá uma pesquisada. 🙂

  23. Suzete 21 de setembro de 2016 at 8:01 #

    Cris, bom dia e obrigada pelas dicas, com suas orientações hoje sei o certo porque já tentei fotos em todas estas situações que você colocou e pude experimentar na pratica estes “erros”… obrigada pelo maravilhoso curso!

    • Cris Turek 30 de setembro de 2016 at 13:55 #

      Que bom que estou tirando suas dúvidas Suzete. Siga treinando e qualquer coisa pode me perguntar. Beijos.

Deixe uma resposta