Dicas para fazer um xale no tear

Dicas para fazer um xale em tear de pente liço

Quem vem colaborar com o post de hoje é a Carla Lieda, fiandeira e tecelã, que prepara suas próprias meadas com lã natural, clique aqui pra recordar. A Carla nos traz hoje dicas para fazer um xale no tear de pente liço, com um trabalho simples em ponto tafetá mas que ganha toques especiais por conta da sua lã artesanal.

A temperatura por aí já baixou? Essa é uma sugestão ótima pra fazer e usar nessa temporada de inverno que acabou de começar. Aproveite e providencie suas meadas com a Carla e garanta um inverno bem quentinho e elegante. Agora é com a Carla.

 

Dicas para fazer um xale

 

Olá gente. Esse xale eu fiz pra mim e é muito fácil, uma dica perfeita para iniciantes no tear.

A primeira coisa que eu faço é cortar no papel um molde no tamanho exato que eu quero que o meu xale tenha. Isso ajuda muito a controlar o tamanho da peça enquanto tecemos a trama na urdidura. Não sabe o que é trama nem urdidura? Clique aqui e confira as dicas dadas anteriormente.

Então…..voltando para o molde……..de tempos em tempos, enquanto tecemos, vamos colocando o molde sobre o trabalho pra acompanhar o tamanho da peça. Ajuda bastante.

Vejam o andamento do trabalho: na vertical temos os fios da urdidura e na horizontal os fios da trama com a navete.

Quando preparar a urdidura, aumente 30cm na medida para as possíveis perdas que a trama gera, e para fazer as franjas. Assim não tem erro.

Observe pela foto que trabalhamos a trama do xale na sua altura enquanto produzimos a largura, assim o sentido do trabalho é para o bico nas costas do xale e depois de volta para a ponta inversa. Ou seja, estamos tecendo do lado esquerdo para o direito.

Confira a trama, a urdidura e outras dicas

Veja mais de perto o detalhe do ponto tafetá, que passa pela urdidura alternando por cima e por baixo.

Detalhes do ponto tafetá

Observe que eu teço 3 carreiras na mesma altura para depois aumentar uma linha na urdidura. Lembrem de não apertar o ponto ou ele ficará deformado.

Segredos da encadernação artesanal

Como aumento a altura

Para arrematar eu uso o ponto peruano e/ou apenas nozinhos nos fios. Gosto também de passar o crochê em torno do trabalho e depois dou os nozinhos pra tirar os excessos ou deixar as franjas. Fica lindo também o macramê nas pontas, pra quem tem a habilidade, mas como era para mim eu gosto assim, simples, e arrematei no alto com crochê e em baixo com ponto peruano e nós.

Detalhe da franja e do arremate

Veja como ficou o acabamento das bordas de baixo.

E no final meu xale ficou assim:

Xale em lã natural feito em tear

As dicas de hoje são para uma peça simples com um ponto bem básico.

O que dá o efeito na peça é o uso de uma lã pura, tingida artesanalmente e que por isso mesmo é única. Mesmo simples, fica muito elegante.

Se você gosta de tecer compre um bom tear e procure fazer algumas aulas presenciais. O aproveitamento é muito melhor.

Se tiver dúvidas, fico ao dispor. Escreva para [email protected] Visite também minha página Fiandeira e Tecelã, e conheça minhas lãs e alguns de meus trabalhos. Será um prazer.

 

E eu, Cris, nem preciso falar mais nada. Visitem a Carla e qualquer dúvida sobre o assunto tear, escrevam para ela, ok?

Fotos: Carla Lieda

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , ,

9 Responses to Dicas para fazer um xale no tear

  1. Rosimeire 19 de outubro de 2014 at 16:49 #

    Cris adorei a dica do chale, tenho um tear de pente liço de 60cm e eu adoro esta arte, gostaria, se possível que mandasse dica de mantas para sofá..um grande beijo

    • Cris Turek 20 de outubro de 2014 at 18:12 #

      Rosimeire peço por gentileza que escreva diretamente pra artesã que colaborou com o post. Tem contatos dela no texto. Eu realmente não trabalho com tear, o post foi uma colaboração, mas ela é uma pessoa super gentil e vai te dar boas dicas. Beijos.

  2. iVANA sÍLVIA DE VASCONCELOS CERQUEIRA 23 de julho de 2014 at 9:55 #

    Muito bom dia!
    Estou adorando receber por e-mails as dicas da Vila do Artesão, pois sou artesã e curto muito as minhas atividades. São as que mais gosto de realizar, além de aprender novas artes.
    Agradeço a atenção.
    Ivana Sílvia

    • Cris Turek 23 de julho de 2014 at 14:19 #

      Ivana seja bem-vinda e participe sempre. Sua opinião é muito importante, pode ter certeza. Bjs.

  3. Meiri Camargo 1 de julho de 2014 at 15:16 #

    Conheci hoje Vila do Artesão. Gostei muito. Obrigada.

    • Cris Turek 1 de julho de 2014 at 21:11 #

      Meiri a gente é que agradece por sua visita. Venha sempre.

  4. Cris Kaspar 30 de junho de 2014 at 12:37 #

    Gostei da dica ficou lindo! Vou deixar a minha: faço um xale quadrado (se o tear for estreito, no minimo 80cm de largura, faço retangular, os xales no final ficarão triângulos irregulares, mas super estilosos!), durante a confecção, já faço as franjas laterais deixando sobrar fios dos dois lados da trama. Depois de pronto, faço duas costuras duplas em zig-zag bem na diagonal do trabalho, corto bem no meio dessas costuras (elas vão segurar os fios não deixando desmanchar o trabalho) e ganho dois xales triangulares!!!!

    • Cris Turek 30 de junho de 2014 at 13:08 #

      Cris não sou eu a entendida em tear 😉 , mas achei suas dicas ótimas e valiosas. Obrigada querida.

  5. Carla 29 de junho de 2014 at 20:35 #

    Belo trabalho! Estou aqui só imaginando as peças que vc produz. Parabéns!

Deixe uma resposta