Estrada da Graciosa, passeio até Morretes

 


Nos últimos dias troquei emails com uma amiga do blog a Simone Gubert, e ela me contou de sua casa em Antonina, uma cidade no pé da Serra do Mar, um antigo porto do Paraná. Ela me fez lembrar que eu ainda não tinha mostrado pra vocês as fotos do meu último passeio pela Estrada da Graciosa, descendo até Morretes. Fiz esse passeio quando voltei recentemente à Curitiba, e agora vocês vão ver um pouco dessa paisagem junto comigo. 

Além de ser um dos melhores roteiros turísticos do Paraná, a Estrada da Graciosa faz parte da vida dos curitibanos. Alguns de nós, como a Simone, tem casa ou em Morretes ou em Antonina, mas todos amamos curtir esse caminho de 30 Km que desce através do  trecho mais preservado da Mata Atlântica brasileira. É uma mata exuberante e inacreditável.

 

A estrada foi construída sobre um caminho criado pelos índios que subiam a serra para a colheita do pinhão. Antes de começar a ser construída, em 1873, foi usada por eles e pelos jesuítas por 200 anos. Tornou-se importante para o estado do Paraná por ser o único caminho de acesso ao Porto naquela época. E foi ainda por muitos anos, até a construção da outra rodovia.

Assim, ao descer a serra, acompanhamos um trajeto cheio de histórias e vistas maravilhosas, onde existem pontos de convivência, com churrasqueiras, banheiros e trilhas para caminhada ecológica que os curitibanos sabem aproveitar muito bem. As imagens são de alguns pontos de parada bem bonitos: Recanto Mãe Catira com a ponte antiga, Grota Funda, Rio Nhundiaquara, que nos acompanha até a chegada em Morretes e algumas vistas da estrada.

 

 

E, no pé da serra a cidade de Morretes, pequena, charmosa, preservada. A cidade, fundada em 1733, sofreu desde sempre com as diputas econômicas entre si, Antonina e Paranaguá, e assim sempre permaneceu uma cidade pequena, à margem do crescimento. Mas atualmente eu penso que é o que dá mais charme à essa pequena cidade de ruas estreitas de paralelepípedos, a beira do Rio Nhundiaquara, que vive de um forte turismo e da divulgação do prato típico paranaense, o Barreado. Afinal, foi também atrás dessa delícia que descemos a serra.

 

Segredos da encadernação artesanal

Morretes vale uma visita, com seu ar de cidade perdida no tempo, mas com muitas opções de restaurantes e um rico comércio de artesanato, onde encontramos peças de todo o país a preços incrivelmente bons.

 


Vale lembrar que também existe o passeio até Paranaguá descendo pela estrada de ferro, ou com o trem antigo ou com a Litorina. O passeio sai bem cedo e dá direito a paradas inacreditáveis ao longo do caminho. Essa também é uma dica imperdível.Gente, ainda teria muita coisa pra contar, sem contar conhecer Antonina, um importante porto histórico e tão charmosa quanto Morretes. Mas esse passeio ficará para a próxima visita.

Saiba mais sobre Morretes e sobre o passeio de trem pela Serra do Mar.

Fotos: Cris Turek

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , ,

14 Responses to Estrada da Graciosa, passeio até Morretes

  1. Ana 1 de julho de 2012 at 14:32 #

    Cris querida…

    Estava procurando indicações de passeio em Morretes… e olha quem achei!!! rsrsr Como esse mundo é pequeno!!!
    Devo passar por lá no final do ano… estamos programando ir até Gramado, e uma de nossas paradas será por lá, pois é um dos lugares que aceita minha filha de 4 patas!!! Em Curitiba não teve jeito…. rsrsrs…. Depois conto se aprovei o barreado!!! (Santa audácia!!!) rrsrsrs
    Beijinho

    Ana

    • Cris Turek 2 de julho de 2012 at 16:00 #

      Vai aprovar sim Ana, é delicioso, eu garanto. Beijos e bom passeio.

  2. gislene 26 de fevereiro de 2012 at 16:46 #

    morretes é td de bom ,fikei maravilhada com tantas belezas

  3. Cristiane 22 de janeiro de 2012 at 18:30 #

    Já fiz este passeio!!! Muito lindo. vale a pena descer de trem tb!!

  4. Irmãs Santiago 13 de fevereiro de 2011 at 0:27 #

    Acabamos de Voltar de férias, passamos por morretes, nossa que lugar maravilhoso, o Brasil é realmente muito Rico bjs!!

    Simone e Liliane Santiago

    Que bacana querida, vocês foram mesmo até lá? Viram como eu estava certa? É um lugar que eu amo visitar sempre que posso. Beijos.

  5. Rosa Maria 11 de junho de 2010 at 9:47 #

    Fiquei encantada com as belas paisagens de Morretes. Sou gaúcha e estou em vias de aposentadoria. Desejo conhecer um pouco este país lindo no qual nasci.Gostria que voce me permitisse colocar algumas dessa fotos no meu orkut no album ” lugares lindos”, claro que colocarei teu nome se assim o desejar. Um grande beijo. Tenho alguma coisa aqui do meu lugar como posso mardar pra vc?

  6. lucia amelia 10 de junho de 2010 at 19:51 #

    querida que linda entrada da cidade e o lugar que gostoso de passear vc deve ter aproveitado bem em bjos ah! a gente relaxa so em ver

    • Cris Turek 11 de junho de 2010 at 11:09 #

      Tarcia e Lucia, se vocês puderem fazer esse passeio algum dia, façam. É muito bonito e a cidade super agradável.
      Beijos.

  7. tarcia silva 10 de junho de 2010 at 16:04 #

    ola !
    muito linda essas imagens, fiquei com vontade de estar lnelas

  8. Simone V.Klaumann Gubert 10 de junho de 2010 at 13:13 #

    Boa Tarde Cris!!
    Acabei de abrir meus mails e adorei ver que postou seu último passeio no Paraná, qdo
    desceu a serra pela Estrada da Graciosa até Morretes. Realmente é muito bonito,
    e Morretes é muito fofa tb. Pena que vc não foi até “Antonina” rsrs (Antonina, Antonina…
    deitada a beira do mar…sob a tutela divina da Senhora do Pilar…) que é tão linda com a baía a seus pés… Mas quem sabe no próximo não é!??
    Vou mandar algumas fotos de Antonina p vc postar, que tal??
    ABS
    BJOKSSS 🙂

    • Cris Turek 11 de junho de 2010 at 11:07 #

      Karina, com certeza o verde continua lá, mas os paralelepípedos estão sendo recobertos aos poucos, por segurança. Mas o passeio ainda é especial. Beijocas.
      Simone, realmente não houve tempo de ir até Antonina, mas vou fazer esse passeio na próxima vez, com certeza. Mande-me as fotos sim, afinal eu conheço Antonina, não teria mal em usar seu material, né? Beijos.

  9. Karina Banho de Espuma 10 de junho de 2010 at 11:06 #

    Olá Cris!
    Mto bom ler este seu post!
    Lembro-me de ter passado pela estrada da Graciosa há uns 20 anos atrás, voltando da praia com meus tios… e depois disso nunca mais passei por ali.
    A única coisa que me lembro é de ver mto verde da Mata Atlântica e da estrada ser de paralelepípedos, que pelo jeito não é mais né, parece que asfaltaram…
    Todos me dizem que a descida de trem até Morretes tem lindas paisagens, em breve espero ter o prazer de ver tudo isso de perto!
    Bjo gde e ótimo restinho de semana!

Deixe uma resposta