Eventos importantes do artesanato e arte popular

A Caderneta da Vila tem anotados alguns eventos para esse final de mês de Maio e mês de Junho, perfeitos para quem gosta de visitar, adquirir e ver de perto arte popular e trabalhos artesanais de qualidade. Mas também tem datas importantes para quem está buscando apoio financeiro para projetos ou espaços de exposição de grande fluxo de pessoas. Confiram datas e links.

 

Rio Patchwork Design Contemporâneo, o quilt em painéis artísticos

  • Esse evento é perfeito para mostrar que o quilt e o patchwork não se limitam somente às colchas e peças do dia-a-dia. Aqui vocês vão encontrar em exposição o que há de melhor na arte têxtil, ou seja, painéis simplesmente incríveis. O evento acontece de 27 a 29 de maio no Clube Monte Líbano, no Rio, mas já tem data programada para Belo Horizonte também. Confiram detalhes dos participantes e da programação completa além de endereço, no site Rio Patchwork Design.

 

RPD2010_05.indd

 

Patrocínios da Caixa para 2011 com inscrições abertas

  • Quem busca aquele apoio financeiro tão difícil de conseguir para realizar algum projeto cultural, preste atenção pois alguns dos editais de inscrição abrem a partir do dia 31 de maio. É o caso do Apoio ao Patrimônio Cultural que vai de 31 de maio até 30 de junho. Já o Programa de Ocupação de Espaços da Caixa Cultural termina as inscrições no dia 18 de junho. E o Programa de Apoio ao Artesanato Brasileiro, com R$600 mil em investimentos, também vai encerrar as inscrições no dia 18 de junho com o resultado saindo já no dia 20 de agosto. Não é hora de ficar de braços cruzados. Dê uma passada no site da Caixa Cultural, acesse Projetos e Programas e confira a sua categoria.

 

caixa_cultural_banner

 

Confira calendários de Feiras para Junho

  • Junho tem a Mega Artesanal, que dispensa apresentações. A feira abre ao público de 30 de junho à 04 de julho, e no dia 29 especialmente para os lojistas. Na edição desse ano acontece um Concurso de Arte Consciente com tema sobre a África, além de cursos bem bacanas. Quer se adiantar? Acesse o site da Mega Artesanal 2010 e cadastre-se antecipadamente.

Feira_Mega_Artesanal

 

  • Tem também Feiartes em Porto Alegre, em sua 23ª edição, de 11 até 20 de junho. Essa feira é bem bacana para quem quer conhecer artesanato de várias partes do mundo e também para quem está procurando um espaço com muito fluxo de pessoas para comercializar sua produção artesanal. Para maiores informações acesse o site Feiarters. Lá tem os contatos dos organizadores.

 

logo_feiarters

 

Vale lembrar que em junho tem feira de artesanato paraibano em Campina Grande. Mas sobre essa feira falo com detalhes logo mais.

DICA

Outra informação super, hiper, mega importante para quem quer vender artesanato, é que em Julho acontece a Fenearte de Recife. Também vou dar detalhes mais adiante, mas se você está querendo expor seus trabalhos lá, entre em contato com a Ad Diper, organizadora do evento, o quanto antes.

Você vai gostar também de:

, , , , ,

4 Respostas para: Eventos importantes do artesanato e arte popular

  1. sandoval 22 de fevereiro de 2012 at 12:38 #

    qual e o preço para expor na mega artesal de são paulo

    • Cris Turek 22 de fevereiro de 2012 at 20:36 #

      Sandoval, entre em contato com os organizadores através do link indicado no artigo.

  2. Marcilio 23 de maio de 2010 at 23:57 #

    Gostaria de Informar que a Fenearte Recife já fez a seleção de artesões que participarão da feira esse ano, deixando muitos artesões de Pernambuco e de outros estados de fora da feira , dando lugar para os “Ditos artesanato Internacional” que na verdade são na grande maioria empresários que fazem feiras pelo Brasil todo e comercializam produtos comprados na Rua 25 de Março em São Paulo, como stand da Republica Checa que comercializa bijuterias industrializadas vindo da China, stand da Alemanha vendendo produtos industrializados de utilidades doméstica , qual será o critério de escolha já que o que é industrializado não é ARTESANATO.
    Em plena época de eleições é realmente uma vergonha para o Estado de Pernambuco, deixar de fora artesões que passam o ano todo produzindo aguardando a feira.

    • Cris Turek 24 de maio de 2010 at 22:04 #

      Marcilio, entendo que voce está certissimo em questionar essa conduta, afinal quem mais precisa desses espaços acaba sendo preterido em função daqueles que tem melhores condições financeiras de alugar um stand. Realmente é lamentável, mas temos visto políticas semelhantes em vários estados, mantendo o artesão numa condição à margem do mercado. Talvez devemos pensar em soluções independentes do poder público para que essas pessoas consigam encontrar um lugar ao sol, afinal a pobreza é sempre mais interessante para o estado. Sugestões? A minha é que os artesãos aprendam a se reunir em associações e não dependam dessas feiras para conquistar bons clientes. No mais os espaços da Vila estão abertos aos que precisam. Aproveitem. Obrigada por participar Marcílio. Torcemos e trabalhamos para que as pessoas saibam diferenciar as peças de qualidade.

Deixe uma resposta