Faça um tapete de piquenique em patchwork simples

Tapete para piquenique feito na técnica mais simples do patchwork

Quem não gosta de patchwork, não é?  Temos que admitir que é uma técnica elaborada e para poucos. Eu mesma sei quase nada sobre ela, mas escolhi pra vocês um passo a passo simples que ensina a fazer um tapete de piquenique. Acho que dá até pra gente se animar a ir mais adiante. Vamos conferir?

Escolha 8 estampas diferentes de tecido de algodão, que formem um bonito padrão. Corte em cada um dois quadrados de 40cm de largura para montar o seu patchwork. Prepare também o tecido para a base do seu tapete, que pode ser algo mais resistente, e para o recheio, entretela de algodão.

 

Monte o patchwork

Depois de cortar os quadrados estampados, monte o desenho do patchwork

Depois de cortar os quadrados estampados, monte sobre uma superfície plana, ou mesmo no chão, o desenho do patchwork que mais te agrade.

Costure os quadrados em tiras

Costure os quadrados, primeiro formando pares e depois as tiras. Cuide para manter os quadrados nas posições pré-determinadas. Passe as costuras a ferro pelo avesso, para alinhar bem.

Posicione as costuras exatamente com alfinetes

Agora costure uma tira na outra. Antes alinhe as costuras de cada tira exatamente nas emendas, usando alfinetes. Para que o patchwork fique bem feito é preciso que as costuras sigam sempre a mesma linha. Costure a tira 1 com a 2 e 3 com 4. Depois una a tira 2 com a 3. Passe as costuras com ferro.

 

 

Monte o tapete

Monte um sanduíche com as camadas de tecido

Faça um sanduíche com as partes do tapete: primeiro o tecido do forro, depois o patchwork de quadrados, ambos direito com direito. Sobre ele a entretela de algodão. Os tamanho devem ser exatamente iguais, qualquer diferença deve ser ajustada.

Prenda toda a volta com alfinetes

Quando os tamanhos estiverem bem acertados, prenda toda a volta com alfinetes e o meio do sanduíche com alfinetes de segurança, para poder costurar o conjunto sem mexer do lugar.

Costure toda a volta e corte as pontas

Costure toda a volta do tapete com cuidado, mas deixe uma abertura de 8 cm para desvirar o conjunto. Antes de desvirar, corte as pontas do quadrado para dar o acabamento.

Desvire o conjunto e passe toda a costura com ferro

Desvire o conjunto, acerte as pontas para fora e passe todo o contorno com ferro para assentar bem as costuras. Cuide de ajustar bem as dobras da abertura que ficou para fechar.

Costure toda a volta novamente usando ponto zig zag

Costure todo o contorno novamente pelo lado de fora, usando ponto zig-zag e começando pelo abertura que ficou.

Costure detalhes nas emendas do tapete

Usando agulha curva de quilt, costure seu tapete nas emendas dos quadrados. Passe a agulha pelas três camadas de tecido duas vezes, para reforçar a costura. Depois corte o fio e dê um nó firme. Corte as pontas curtas mas que fiquem bem bonitas.

A dica é começar a dar os nós do centro do tapete e depois os das bordas.

O seu tapete de piquenique está prontinho pra você curtir o sol lá fora. Pra completar um lanchinho leve ou um romântico queijos e vinhos para namorar.

Se você quiser aprender a fazer suportes para pesos em seu tapete, para que o vento não o leve, confira mais detalhes no site Sew Mama Sew, com as explicações da Erin Harrys.

Fonte: Sew Mama Sew

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , ,

18 Responses to Faça um tapete de piquenique em patchwork simples

  1. Cristiano 14 de novembro de 2012 at 14:04 #

    Sr (as), Boa Tarde.

    Gostaria de saber, onde posso encontrar tapetes de camurça, que são a prova de humidade, para piqueniques, preciso comprar alguns, mas não acho.

    Se possível, responde.
    Obrigado, e um ótimo feriado a todos.

    • Cris Turek 14 de novembro de 2012 at 16:14 #

      Cristiano não sei informar uma loja. Você já procurou em lojas de equipamentos para campings?

  2. maria de fatima da silva barreto 10 de abril de 2012 at 23:05 #

    tenho varios retalhos de malhas estampadas o que posso fazer com elas me de uma dica obrigada beijossssssss

    • Cris Turek 11 de abril de 2012 at 16:34 #

      Maria de Fatima, use nosso campo de pesquisa com o termo “retalhos” e confira as dicas já publicadas.

  3. Rose Mary Soares Pithon 14 de dezembro de 2011 at 16:10 #

    Acho que já fiz um comentário anterior, mas vale a pena elogiar novamente. Adorei tudo isto, vale a pena

  4. Daniela Schmitt 21 de novembro de 2011 at 11:18 #

    Adorei a ideia…
    Vou fazer assim que der um tempinho.
    Bjos Dani

  5. janete da silva 21 de julho de 2011 at 10:44 #

    Adoreiiii!Amo patchwork.

    • Cris Turek 21 de julho de 2011 at 10:54 #

      Mãos à obra então, Janete.

  6. Marcia Cruz 21 de julho de 2011 at 10:23 #

    Amei,vou fazer com certeza,adoro tudo que recebo,parabens

    • Cris Turek 21 de julho de 2011 at 10:34 #

      Isso mesmo Marcia, quero ver todos criando.

  7. lucilia maria cordeiro 20 de julho de 2011 at 11:30 #

    Obrigado pela ideia, está fantástico e tão bem explicado, cumprimentos.

    • Cris Turek 20 de julho de 2011 at 23:20 #

      Quero ver você aproveitando a sugestão Lucilia. Beijo.

  8. abigail 19 de julho de 2011 at 9:50 #

    muito lindo este tapete,faz me lembrar do tempo das vovózinhas elas que gostavam de fazer este ta petes e até colcha

    • Cris Turek 20 de julho de 2011 at 22:49 #

      Por isso que a gente gosta tanto Abigail.

  9. Vera Lúcia 18 de julho de 2011 at 23:29 #

    Está muito bonita. Lembrei de minha mãe que fazia maravilhosas colchas que na época eram chamadas de colchas de retalhos e ela fazia almofadas e tapetes combinando. Acho que vou me inspirar e fazer uma .
    Vera

    • Cris Turek 20 de julho de 2011 at 22:46 #

      Tem coisa melhor que recuperar boas lembranças? Faça sim, Vera.

  10. Luciana O. Ribeiro 18 de julho de 2011 at 21:44 #

    Amo patchwork! Me lembra muito as minhas colchas chamadas pela minha Vó Filinha de colcha de retalhos… pena ela não estar mais entre nós para fazer um tapete deste para a Valentina! #deuumasaudadeenorme

    • Cris Turek 18 de julho de 2011 at 22:00 #

      Porque a gente não aprende com nossas avós tudo que podemos, né Luciana? Também sinto falta da minha.

Deixe uma resposta