Festa do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Necessidades

bandeira-do-divino-2 corte-imperial-2

 

Essa semana um leitor do blog, o jornalista Celso Martins da Silveira Junior, gentilmente me enviou um farto e rico material fotográfico de altíssima qualidade, que registrou a Festa do Divino Espírito Santo de Santo Antônio de Lisboa, quase ao lado de Florianópolis. A Freguesia de Santo Antônio que incorpora também as comunidades de Cacupé, Sambaqui e Barra de Sambaqui, tem uma forte colonização açoriana, e sua história vem desde 1698.

 

Igreja  de Nossa Senhora das Necessidades Santo Antônio de Lisboa
Casario de Santo Antônio de Lisboa Mais casas de Santo Antônio de Lisboa

 

Foi justamente dos açorianos que essa freguesia herdou desde o sotaque tão característico e a forte religiosidade, até o talento para a cerâmica, com aqueles azulejos e mosaicos maravilhosos, e a renda de bilro.

 

Cerâmica

Renda de Bilro

Azulejos e mosaicos

 

A Festa do Divino Espírito Santo é uma das mais fortes expressões de sua tradição, com um ciclo que se inicia com novenas e ladainhas cantadas e rezadas em latim todas as noites, culminando com a coroação de Nossa Senhora das Necessidades por uma legião de anjinhas, na igreja de mesmo nome, que também é histórica, pois concluída em 1754 e é considerada uma das mais belas expressões do Barroco brasileiro.

Em 2009 os preparativos iniciaram em 31 de maio e a festa aconteceu entre os dias 02 e 06 de setembro. Na festa acontece também a representação da Corte Imperial de Dona Izabel, a Rainha Santa de Portugal, que nas festas daquela época entregava a coroa durante tres dias para uma pessoa do povo.

 

Bandeira do Divino Cortejo com a Bandeira do Divino Cantoria do Divino
Representação da Corte Imperial Corte Imperial nas escadarias da Igreja Coroação de Nossa Sra das Necessidades
Coroação de Nossa Sra no altar da Igreja Anjinha da Coroação de Nossa Sra das Necessidades Representantes da Coroa Imperial

 

Fazem parte da festa também, o Boi-de-Mamão de Sambaqui e o desfile de Carros de Boi, festas folclóricas típicas catarinenses, tão cheias da cultura popular.

 

Artesanatos de natal, aprenda agora
Boi-de-mamao de Sambaqui Cantores do boi-de-mamao Bonecos do boi-de-mamao
Os bonecos pela cidade Desfile de carros-de-boi na frente da Igreja Desfile de carros-de-boi

 

A Freguesia possui ainda muitos outros casarios antigos, tornando a visita um passeio muito agradável. E, gente, o mais incrível é que lendo o material que o Celso me enviou, eu recordei que passei muitos dias de verão na praia de Cacupé, na casa de uma amiga de infância, a Maria Inês, coisa que eu não lembrava havia anos. Isso foi um presente.

Deixo pra vocês o link do Celso, que tem muita, mas, muita coisa mais e também de Santo Antonio de Lisboa, para quem está por perto e gostaria de conhecer. Não percam, pela beleza e pela história do lugar .

Fontes: Celso Martins da Silveira Junior e Santo Antônio de Lisboa

As fotos são do Celso e as de Santo Antônio do Site do Bairro.

Você vai gostar também de:

, , , ,

4 Respostas para: Festa do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Necessidades

  1. Velho Bruxo 20 de junho de 2012 at 16:56 #

    Aqui na ilha existem 14 comunidades que fazem Festa do Divino. Santo Antonio de Lisboa é apenas uma delas.Neste ano temos festas de maio ate setembro. São elas: Centro-Ribeirão da Ilha-Estreito-Lagoa da Conceição-Monte Verde- Rio Tavares-Pantano do Sul-Prainha-Campeche-Barra da Lagoa-Santo Antonio de Lisboa-Rio Vermelho e termina em Canasvieiras.

  2. Roberto Schuch 6 de outubro de 2009 at 23:13 #

    Acho a festa muito bonita, e pretendo ir visitar a cidade em uma ocasião em que haja essa comemoração. Gostaria de pedir um favor, no ano de 2008 um casal de amigos meus participaram da festa como “juízes”. São Róbie Trombin e Meri, de Florianópolis. Não consigo mais localizá-los. Pergunto se vocês não poderiam me conseguir o telefone deles, ou e-mail.
    Agradeço muito.
    Atenciosamente,
    Roberto Schuch.

  3. suely cals 16 de setembro de 2009 at 8:36 #

    fiquei muito feliz em rever estas imagens sou de Belem-Pa, estive ai nesta igreja, sou apaixonada pela cultura açoriana,comi uvas com o janjo que era na epoca o curador do museu,pois sou casada com um catarinense.me envie sempre noticias deste pedaç de terra abençoado pelos deuses.

  4. Janeisa Tomás 9 de setembro de 2009 at 18:55 #

    Gostei de conhecer a história da Festa de Sto.Antônio de Lisboa, veraneio ali ao lado e vou muito lá visitar uma loja de artesanato que é ponto turístico da cidadezinha, sem contar que há excelentes restaurantes e o lugar é lindo.
    Abraços,
    Janeisa

Deixe uma resposta