Inhotim, arte contemporânea numa experiência única

Galerias e jardins de Inhotim

Inhotim é um Instituto de Arte Contemporânea localizado em Brumadinho, MG. É a prova de que a arte contemporânea pode ser uma experiência inesquecível, até para os que não se sentem atraídos por ela. Eu deixei aquele lugar tão profundamente modificada e comovida, que é como se parte de mim ainda estivesse andando por aquelas alamedas e salas de exposições. Uma experiência única.

Do alto do Inhotim vemos a beleza da região

 

Inhotim não surpreende apenas pelas obras expostas e pelo magnífico Jardim Botânico, título recebido em abril de 2010.Sua equipe de monitores é tão gentil e preparada que ninguém fica sem explicação e muito menos perdido nesse gigantesco espaço.

Penetrável Magic Square, obra de Helio Oiticica

Fiquei encantada com uma monitora explicando a obra de Helio Oiticica para um grupo de crianças de 6 anos de idade. Despertando nelas a curiosidade pela arte de uma forma tão simples como sempre deveria ser.

Os jardins projetados por Roberto Burle Marx em 1984, fazem com que tudo entre numa perfeita comunhão. A cada trecho um recanto convida a descansar e observar o entorno com o canto dos pássaros e a beleza das plantas.

Lagos dos jardins do Inhotim

Todas as galerias foram projetadas de forma a valorizar ainda mais as obras ali expostas. Algumas são espaços de sonho, e uma que me impressionou muito foi a de Adriana Varejão. Ainda em fase de preparo para inauguração, uma outra construção em forma de navio, toda de aço, surge depois da curva na estrada como se estivesse flutuando sobre sua cabeça. Show, show demais.

Galeria de Adriana Varejão, com uma entrada suspensa sobre um espelho de água
Nova galeria a ser inaugurada reproduz um imenso barco
Cris Turek com a Obra de Chris Burden ao fundo
Beam Drop de Chris Burden, em Inhotim

Impossível listar aqui o que mais me tocou, tantas são as maravilhas e os questionamentos que essas obras nos sugerem. A experiência da galeria Sonic Pavilion de Doug Aitken, chamada de O Som da Terra, faz lembrar o elo que temos com nosso planeta, como se ele estivesse chamando por você. Gente, se eu fosse relatar tudo, seriam horas, pois Inhotim é um lugar que merece muito mais tempo do que eu pude dispor nessa visita.

Alamedas e passeios do Inhotim
Espaços de descanso e apreciação em Inhotim

Por isso convido vocês a entrarem no site de Inhotim, clicando no link em azul, e conhecer as obras em exposição permanente e outras tantas temporárias, pois os espaços não permitem fotografias. No site também estão todos os horários de visitas e outras comodidades e facilidades disponíveis aos visitantes.

Sobre o telhado do Centro Educativo Burle Marx, obra de Yayoi Kusama

Leiam também o interessante artigo de Ricardo Freire que além do texto delicioso, tem fotos bem diferentes das minhas, todas feitas exatamente na mesma época em que estive lá. Clique e confira: Inhotim, o melhor passeio que você ainda não fez.

Inhotim e Bernardo Paz, seu idealizador, merecem aplausos pelo que fazem conosco. Garanto a todos, com certeza, eu pre-ci-so voltar à esse lugar.

Fotos: Cris Turek

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

, , ,

8 Respostas para: Inhotim, arte contemporânea numa experiência única

  1. luiz silva 28 de novembro de 2016 at 12:26 #

    É muito lindo esse lugar! Sou de Minas mas não conheço o instituto Inhotim. Sou louco para ver tudo que tem nele.

    • Cris Turek 28 de novembro de 2016 at 15:09 #

      Inhotim muda o modo de vermos o mundo Luiz. Voltaria mil vezes.

  2. maria clara tavares tunes 19 de novembro de 2012 at 18:38 #

    sou artesa e gotaria de participar de feira de 15 de dezembro moro na serra dea moeda na cidade de moeda, trabalhop coco, msadeira, metal fibra de bananeira etc. sera que podem dar-me uma oportunidade? obrigada aguardo resposta

    • Cris Turek 19 de novembro de 2012 at 18:46 #

      Maria Clara, a Vila não participa nem organiza feiras. Você deve procurar o Sebrae de seu estado, para que eles possam auxilia-la.

  3. Quimila Simarque 9 de janeiro de 2012 at 9:29 #

    Amei o artigo!
    Pesquisando sobre Artes e passeios fantásticos, conheci o site do Inhotim e fiquei a-p-a-i-x-o-n-a-d-a. Decidi que minha próxima viagem seria para lá. Nessas férias não deu porque a grana ficou curta, mas Deus sabe de todas as coisas. Assistindo às reportagens na TV, fiquei apavorada quando vi o estado em que se encontra Brumadinho com as fortes chuvas. Desejo que tudo seja recuperado e Deus abençoe as pessoas daquele lugar! Se Deus quiser, outras férias virão! E pretendo conhecer o Instituto ainda!!! Bjs

    • Cris Turek 9 de janeiro de 2012 at 11:32 #

      Também fiquei preocupada Quimila, mas ficará tudo bem se Deus quiser. E com certeza você vai se impressionar tanto quanto eu. Vá mesmo.

  4. Beatriz Carvalho 14 de setembro de 2010 at 10:02 #

    Concordo com voce em tudo que disse, Inhotim é “maravilindo”, a gente sai da lá com outra visão.
    Beijos
    Beatriz Carvalho

    Obrigada por reforçar minhas palavras. Realmente só estando lá pra entender do que estamos falando, concorda?

  5. Sandra 10 de setembro de 2010 at 12:28 #

    Conhecer Inhotim é nosso sonho também.
    Fizemos um workshop sobre arte contemporânea em João Pessoa (PB) com uma das curadoras do museu Inhotim (MG) e vimos o “making off” da obra “Beam Drop Inhotim” (2008) traduzida como “queda de viga”, de chris Burden (onde vc está na foto).

    A instalação é a recriação de uma obra realizada originalmente em 1984 no Art Park, um parque de esculturas no Estado de Nova York, e destruída três anos depois. A obra foi refeita em Inhotim em 2008. Foram 12 horas de trabalho! Um guindaste de 45 m de altura lançou em uma poça de cimento fresco as 71 vigas que compõem a obra.

    Desde que vimos no filme, estamos contando os dias para ver de perto!
    Ficamos felizes que tenha ido à Inhotim e compartilhado a experiência.
    abs, Francisco e Sandra, Babel das Artes

    Tive oportunidade de assistir ao filme da instalação de Nova Iorque meses atrás, mostrando todas as etapas. Quando cheguei lem Inhotim e vi a obra ao alcance das mãos, fiquem deslumbrada. Mas são muitas coisas marcantes num único lugar, fica bem complicado dizer qual mexe mais com a gente. Visita obrigatória. Beijos.

Deixe uma resposta