João Borges e o dia-a-dia modelado no barro

Obra Chamego, de João Borges

 

É surpreendente quanta beleza percebemos nas situações corriqueiras do dia-a-dia quando as vemos retratadas em obras artísticas. O talento de João Borges e a interação que existe entre ele e o barro nos enchem os olhos. A alegria que seus personagens transmitem são de uma tranquilidade que nos leva para um mundo afastado de qualquer dificuldade.

 

João Borges, escultor e artista plástico piauiense João Borges é do Piauí, Teresina. E incrivelmente ele não começou seus trabalhos artísticos na escultura e modelagem do barro: antes pintou telas. Tudo acontece muito naturalmente, e João Borges chega à sua melhor forma de expressão com o apoio de outro mestre, Nonato Oliveira. 

 

Ele nos conta:

Meu manuseio com a cerâmica se deu na adolescência, era uma brincadeira entre os meninos de minha rua dar forma a pessoas e objetos. A cerâmica era facilmente adquirida nas empresas de fazer tijolos que circundavam minha localidade, e foi esse contato, anos depois, que me fez perceber as diversas possibilidades de criação com o barro devido sua mobilidade e plasticidade. A título de experiência artística, minha primeira peça foi um pequeno busto.

Meu contato com Nonato Oliveira, um artista plástico teresinense consagrado nacional e internacionalmente e que buscava parceria para o funcionamento de uma oficina de arte, me trouxe maior engajamento com a argila.Enquanto ele lidava, principalmente,  com suas pinturas em telas eu avançava em meus primeiros passos com a escultura, nessas circunstâncias, no fluir de minhas inspirações, criei a obra que configuraria a linha de trabalho que hoje se pode ver.

 

Os personagens sertanejos, suas atividades diárias, sua forma de expressão e cultura, momentos que fizeram parte da vivência do artista agora se apresentam em suas peças de traços marcantes, cheias de movimento e sem o temor de deixar transparecer as características fortes da argila.  Sorridente, obra de João Borges

 

O Carrinho de Madeira, obra de João Borges  Simplesmente contagiante, uma forma única de retratar toda a natureza e inocência do povo nordestino.

 

Convido vocês a visitarem o site de João Borges para conhecerem mais de suas belíssimas obras. É só clicar: João Borges  

Anotem também seu email de contato: [email protected]

Fotos cedidas pelo artista

, , ,

18 Responses to João Borges e o dia-a-dia modelado no barro

  1. Elvira 28 de agosto de 2012 at 13:17 #

    Adorei o seu trabalho é muito lindo e expressivo.

  2. Rosangela 25 de novembro de 2011 at 15:38 #

    Sou fã do artesanato desde criança, minhas preferências são as miniaturas de barro, principalmente as que retratam o nordeste.
    Gostaria de parabenizar o artista, com o toque da originalidade ele consegue criar peças tão simples e tão grandiosas ao mesmo tempo.

  3. Antonio Carlos 20 de novembro de 2011 at 18:43 #

    Parabéns ao artista e brigado ao vila do artesão por nos dar a oportunidade de conhece – lo.

  4. maria elza 19 de novembro de 2011 at 9:47 #

    Que maravilha!

  5. Marta Resende 18 de novembro de 2011 at 23:14 #

    Parabéns, GRANDE ARTISTA! Sua obra é perfeita.
    Deus o abençoe, João Borges!

  6. martha carreiro fabris 18 de novembro de 2011 at 23:13 #

    Parabenizo a “Vila” por trabalhar na divulgação de artistas brasileiros. Se não fosse a Vila eu nunca poderia conhecer o trabalho desse artista espetacular, João Borges.

  7. Cristina Maria Almeida Sena 17 de novembro de 2011 at 20:01 #

    Mara! Muito obrigada por me apresentarem a esse artista tão sensível e grandioso. Emocionante.
    Um grande abraço,
    Cristina

  8. Solange Maria Montanha 17 de novembro de 2011 at 19:43 #

    este moço é um artista de vocação. parabéns, maravilhoso!

  9. Rosiana Medeiiros 17 de novembro de 2011 at 19:10 #

    Parabéns ao João esse artesão que Deus abençoou suas mãos fazendo coisas maravilhosas e lindas.

  10. ANGELA SOUSA 17 de novembro de 2011 at 19:09 #

    Olá.. Amigos!

    Fantástico e Parabens!

    Grata

    Angela

  11. Rosa Magalhães 17 de novembro de 2011 at 10:14 #

    Eu moro em Teresina (mas sou paraibana) e adorei ver o trabalho de um piauiense na Vila do Artesão! Nosso artesanato é muito rico e diversificado, seria bom se pudéssemos divulgar mais… como fazer?
    Abraços

    • Cris Turek 17 de novembro de 2011 at 10:29 #

      Rosa, a Vila tem o maior prazer em divulgar trabalhos tanto de artistas quanto artesãos populares. Basta que entrem em contato e tenham fotos nítidas para que possamos publicar. Temos colunas e assuntos específicos para cada caso. Divulgue.

  12. Telma Scherr 17 de novembro de 2011 at 10:13 #

    FANTÁSTICO ! QUANTA PERFEIÇÃO ! PARABÉNS JOÃO !

  13. soniabisposutton 17 de novembro de 2011 at 9:07 #

    Nossa,estou maravilhada com este artísta.Que perfeição!!!!!!!!!!!!!!!!

  14. Christina Soraia 17 de novembro de 2011 at 8:52 #

    João quanta simplicidade!Que lindo dom que recebeu de DEUS.Assim somos nós …..como barro nas maõs de do oleiro.Elas tem vida…….asua vida esta contida nela………elas falam……a docê voz que cala o seu coração…………..e num sopro divino alcança tamanha graça;e num sussurro elas dizem João………….

  15. Alana 17 de novembro de 2011 at 7:09 #

    Seu trabalho é maravilhoso! Parabéns!!!

  16. Andreia Frezarim 17 de novembro de 2011 at 6:29 #

    Bom dia Cris!!!
    É verdade como deixamos no nosso dia a dia detalhes simples que nos dão felicidade e nem percebemos.As peças dele é muito rica em detalhes.Parabéns para o artista.Bjins

  17. Regina Célia de Oliveira Seixas 17 de novembro de 2011 at 6:17 #

    Nossa que maravilha de trabalho.

    É perfeito, e nos transmite tanta coisa
    inexplicável, só dá pra sentir.

    João voce tem mãos abençoadas

    Parabéns

    Regina Célia

Deixe uma resposta