O Sebrae e o artesanato brasileiro

Em sua publicação comemorativa de uma década de trabalho voltado ao artesanato brasileiro, o Sebrae mencionou características importantes dessa atividade que fizeram com que eles decidissem por apoiá-la. O diretor-presidente, Paulo Okamoto, chama atenção para o fato do artesanato seguir na contramão da globalização e por esse motivo tornar-se atraente aos olhos dos consumidores, que buscam fugir à massificação. Segundo ele o fazer artesanal desperta no público o desejo por peças exclusivas onde possam encontrar uma identidade regional.

Artesãs reunidas em associação para capacitação

Paulo Okamoto ainda enfatiza o quanto essa atividade com custo de investimento considerado baixo em função da matéria-prima natural, conduz à inserção do adolescente e da mulher no mercado de trabalho. Além de levar as comunidades a se organizarem em grupos e associações que os fixam em seu local de origem e promovem a inclusão social, o artesanato junto com o turismo torna-se uma importante fonte de renda para essas pessoas.

Os projetos do Sebrae para esse setor incluem cursos de capacitação, viabilizando a parceria com o design no intuito de agregar valor aos objetos elaborados pelos artesãos, assim como auxiliá-los a oferecer embalagens e transporte apropriado às exigências do mercado brasileiro. Não basta somente ter belas peças, o importante é vendê-las bem e dessa forma preservar a cultura popular.

Fonte: Artesanato-Um Negócio Genuinamente Brasileiro (Edição Comemorativa 10 anos do Sebrae)

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, ,

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta