Passeio ao Mercado Público de João Pessoa

Acesso ao pavilhão de frutas do Mercado Público de João Pessoa

Toda cidade merece uma visita ao seu Mercado Público. Penso que é nesses lugares que compreendemos melhor a sua cultura, seus hábitos e costumes. Fiz essas fotos quando minha mãe veio me visitar e me pediu que a levasse para conhecer o nosso mercado público. Curiosidade de quem gosta de cozinhar.

Vista do pavilhão de frutas do mercado público central

Novo pavilhão de grãos do mercado de João Pessoa
Feijão usado para fazer remédio para o coração
João Pessoa tem muitos mercados populares espalhados pela cidade, bem dizer cada bairro tem o seu próprio espaço, que normalmente ferve nos Sábados e Domingos pela manhã. Todos eles são pitorescos, dignos de passeios explorátorios, assim como o Mercado Central.

Muito diferente do que se encontra em São Paulo e outras grandes capitais, o mercado central de JP é simples, em pleno processo de modernização dos pavilhões, e por isso mesmo, ainda muito pitoresco.

Parte antiga do mercado público deJoão Pessoa

Cestas, cordas, utilitários vendidos nas barracas antigas
Cascas de árvores medicinais, vendidas nas barracas do mercado público
Os velhos pavilhões reservam uma surpresa a cada esquina, com suas barracas antigas que vendem ervas, objetos e utensílios misturados com dvds piratas. Ali pode-se encontrar coisas do arco da velha, literalmente.

É claro que o meu espírito desbravador, que foi contido por um marido preocupado, me fez ir entrando em várias dessas barracas, onde aliás encontrei temperos ótimos e um atendimento à moda antiga.

Vista da barraca da Rita com utensílios, temperos e objetos variados

Acima está a Barraca da Rita e do Françoilson, que ainda anotam na caderneta as despesas dos clientes conhecidos. Dali eu trouxe uma porção de coisinhas para transformar com trabalhinhos artesanais e a vontade de voltar para uma nova aventura. Tenho que admitir, que apesar de deparar em alguns trechos com cenas meio incômodas (como galinhas sendo mortas e depenadas, fazia tempo que eu não via isso), senti muita vontade de perder horas fuçando as prateleiras entulhadas de bugigangas inusitadas daquelas barracas.

Cris Turek na barraca da Rita com paus de canela
Cris Turek, Vó Ana olhando temperos variados e vidros com mel de engenhoCris Turek, Rita e Françoilson da Barraca da Rita
Sacolas retornáveis para uso em feiras e mercados
Pimentas vendidas a granel super ardidas, podem acreditar
Semente de sucupira para uso medicinal, e artesanal tambémPomadas canforadas em embalagens antigas
 

Sacolas ecológicas feitas de sacos de farinha, pomadas de cânfora em latinhas de Padre Cícero, cascas de árvores para chás medicinais, pau de canela de meio metro, pimentas frescas que ardem pra duas gerações, feijão usado para remédio de coração, grãos secando ao sol, trabalhadores do mercado amarrando maços de cheiro verde ou peneirando o feijão e tantas outras coisas que pertencem a um tempo que não existe mais.

Vendedora e cliente negociandoGrãos secando ao sol em pleno mercado público
Sacolas ecológicas de saco de farinhaPessoas do mercado peneirando o feijão

O passeio rendeu algumas boas fotos que tenho certeza de que vocês vão achar interessantes. Fora isso, frutas exóticas, frescas e especialmente doces aqui do Nordeste, são vendidas a preços de quitanda. Se você gosta de caminhar e ver coisas diferentes, não perca essa visita.

Fotos: Marcelo Pereto

Não copie, compartilhe.

Clique e leia nossa licença com as regras para reprodução.

Você vai gostar também de:

, , , , , , ,

24 Respostas para: Passeio ao Mercado Público de João Pessoa

  1. Nara Sant Anna 13 de maio de 2014 at 1:36 #

    Adore tuas fotos e comentários do mercado Central. Estou indo a Natal e João Pessoa e vou olhar tudo, pessoalmente. Fui ao Mercado da Produção em Maceió, muiiiito chocante. Alem das galinhas vimos muita carne, peixe etc….expostas sem nenhuma refrigeração sobre tabuas e cheias de moscas. E uma mini cidade, tem de tudo também. Obrigada

    • Cris Turek 14 de maio de 2014 at 11:08 #

      Nara por aqui é igual, ainda faz parte dos hábitos locais e enquanto isso aguardamos que as autoridades terminem as obras de reestruturação onde esses espaços serão remodelados para algo mais correto em temos sanitários. Esperamos!!!

  2. Maria de Fátima Medeiros Fernandes 24 de outubro de 2012 at 9:00 #

    Achei interessante a matéria, pois desperta uma identidade que as novas gerações estão perdendo; até mesmo a minha própria geração (tenho 60 anos)já não quer mais ir ao mercado. É preciso ter sensibilidade para enxergar o aspecto cultural riquíssimo de um povo, quando da visita à feiras livres e mercados públicos.
    Leitura agradável e fotos representativas.
    Parabéns.

  3. Marcos 17 de outubro de 2012 at 11:21 #

    Estaremos por ai dia 26/11/12,abraços.

  4. vanessa 2 de novembro de 2011 at 10:07 #

    O terrinha boa ..saudades famoso mercado central….

  5. Beatriz Andrade 24 de fevereiro de 2011 at 6:03 #

    Na semana passada fui a JP num passeio de 1 dia Natal-JP. Pena que esse mercado não estava no roteiro,iria fazer a festa. Mas, o Mercado de Artesanatos estava…ainda bem…consegui uns belos S.Franciscos para minha coleção.
    Que cidade quente!!!!Aguentei só na água de coco!

    bjs

    Que bacana Beatriz, espero que tenha gostado. Esse ano estamos tendo um verão tardio, e muito quente. Tem chovido mais, e isso deixa a temperatura mais abafada. Mas fico feliz que a visita ao Mercado de artesanato tenha valdo à pena. Da próxima vez venha com tempo pra conhecer todo o nosso paraíso que é muito maravilhoso. Beijo grande.

  6. Célia Bugno 17 de janeiro de 2011 at 11:04 #

    Ola, Esse mercado é td de bom comprei muitas coisas diferente para trazer para Curitiba/Pr aqui não tem nada disso as pessoas já perguntam onde vc comprou isso!!!! eu digo na Paraiba,João Pessoa amo essa terra, dia 21/02/11 estarei ai novamente vou com 1 mala e volto com 3 malas. Abraços a todos!!!!

    Pena que vai perder a nossa feira anual, onde com certeza voltaria com 5 malas, rsrsrsrs Beijo grande.

  7. Henrique Gomes 23 de fevereiro de 2010 at 16:01 #

    Henrique Gomes
    23/02/2010 16:00
    Cris muito obrigado por mostrar um pouca da cidade de João Pessoa
    minha esposa sempre me falou das belezas dessa cidade e através das suas
    fotos meus pensamentos foram muito além ,posso dizer que literalmente eu viajei
    isto porque neste momento estou sentado de frente para o computador num calor
    de + de 38ºC
    UM abraço de quem adimirou muito suas fotos do mercado municipal de João Pessoa

  8. Soraia Silva 20 de fevereiro de 2010 at 15:04 #

    Agradeço por fazer parte dessa familia do artesanato, e tudo muito lindooooooo!!!!!!!!

  9. Cláudia 18 de fevereiro de 2010 at 22:08 #

    As coisas simples que passam tantas vezes despercebidas aos nossos olhos, as pessoas simples, sempre com um sorriso pra nos atender, o lugar limpo que por vezes pensamos sujo… esse poster mostrou esse lado… é só uma diferença no olhar, e é isso que vale!
    Beijos
    Cláu

    • Cris Turek 19 de fevereiro de 2010 at 12:09 #

      É Claudia, acho que muitas vezes não “enxergamos” as pessoas.
      É preciso exercitar o olhar. Beijocas.

  10. Cláudia 18 de fevereiro de 2010 at 8:43 #

    Esse mercado é tudo de bom!
    Beijo!

    • Cris Turek 18 de fevereiro de 2010 at 10:28 #

      Engraçado como esse mercado fez sucesso. Eu não imaginava. Beijo.

  11. Joana 17 de fevereiro de 2010 at 11:32 #

    Oi Cris. Eu sou facinada por mercados. Sempre que vou a qualquer cidade, mesmo que não seja a turismo, procuro sempre conhecer o mercado central. Como você diz é a demonstração da cultura daquela localidade. Adoro cheiros e cores e é onde a gente encontra tudo isso junto. Os mercados do nordeste são mais diversificados que do sul mas até Curitiba tem um mercado interessante, a gente encontra até feijão de corda e manteiga da terra lá. Um dos mais interessantes é o de Belo Horizonte. Pena que ultimamente tenho visto muito cacareco da china substituindo o artesanato. Tuas fotos ficaram ótimas. Beijos
    Joana

  12. odety 17 de fevereiro de 2010 at 10:12 #

    ola

    adorei a materia do mercado publico varias novidade e idéias para cestas de pascoa..

    abraço
    odety
    floripa-sc

  13. leila 17 de fevereiro de 2010 at 7:29 #

    AMO MUITO TUDO ISSO!

    • Cris Turek 17 de fevereiro de 2010 at 12:17 #

      Leila e Odety, obrigada pela participação. Parece que pensamos da mesma forma.
      Joana, pelo jeito você já bateu perna por tudo quanto é mercado, heim?
      BH eu ainda não conheço, quem sabe. Fica aí anotado nos meus pontos turísticos.
      E realmente, como eu disse. Cds piratas e outras coisas misturadas, sinal dos tempos.

  14. Talma 16 de fevereiro de 2010 at 20:40 #

    Cris,
    Sabes o nome daquelas banquinhas cheias de coisinhas?? Mangais.
    É…lembrou do restaurante, né? Pois é…o nome vem daí.
    Pois voltando ao mercado. Nunca fui. Vou no daqui do Bairro dos Estados – como vc bem falou, aqui em Jampa tem uma feira em cada bairro.
    Nas vezes em que me aventurei nesse mercado, estava sempre fechado – uma pena.
    Também adoro cheirar, provar, sorver tudo em volta, mas com criança vc sabe que não tem como.
    Mas o marido prometeu me levar numa sexta à tarde ( quando ele tem meio-expediente) para fazermos feira por lá.
    Aliás, diga-se de passagem, minhas frutas, legumes e verduras vêm daí. Mas marido pega o carrinho, uma das “crias” e vai fazer feira sozinho. Gosto da castanha de caju caramelada, que ele traz de lá. Hummmmmm!
    ( tudo diet, né? rsss)
    Também gosto de ir na Torre. Lá eu compro, toda a semana, meu arsenal anti-baratas…rssss.
    Beijocas menina!!!
    * ahhhh…vi meus quadrinhos na postagem, mas cadê que eu consegui deixar comentário?? Meu pc está caduco feito a dona…rssss. Adorei, vc sabe….fiquei toda-toda.
    Bjs!!

    • Cris Turek 17 de fevereiro de 2010 at 11:58 #

      Talma, aqui em Carapibus eu não tenho toda essa variedade não. Também tem coisas estranhas nos mercadinhos, mas variedade?Nem pensar.
      Sempre que vamos pra JP tenho que dar uma parada básica para as frutas e verduras. Quando você for ao Mercado Central, leve a sua máquina para não se arrepender. Depois ninguém vai acreditar quando você contar, rsrsrsrsrs. O pavilhão dos açougues é o Ó, ôxe!!!!

  15. luciaklein 16 de fevereiro de 2010 at 18:08 #

    oi cris! adorei o teu mercadão municipal- tantas coisas maravilhosas, eu iria ficar horas aí dentro- aquelas latinhas antigas de canfora – eu tinha levado o saco inteiro !!
    é uma viagem – só não gostei da parte das galinhas sendo mortas na frente da gente , eu via quando era criança -minha mãe que tinha que fazer isto – e nunca gostei da cena!
    o Mercado daqui de BH é maravilhoso tb – estes dias fiz a familia inteira ir lá – mas só eu que gosto – tem que ir sozinha mesmo! ainda falei porque não trouxe a máquina – ficaram me olhando – tipo > como pode achar graça nisto tudo à ponto de fotografar??
    mas eu volto sozinha e fotografo –
    viajei agora prá João Pessoa
    bjs

    • Cris Turek 17 de fevereiro de 2010 at 11:44 #

      Isso Lúcia, fotografa e vamos fazer intercâmbios de fotos de mercados pelo mundo.
      Eu adoro fuçar esses lugares, mas também me acham meio doida por aqui, rsrsrsrsrsrs
      Beijocas.

  16. Patricia 16 de fevereiro de 2010 at 14:49 #

    Cris
    Obrigado por sus post
    Eu sou bem voce, olha tudo.
    Agora estou procuando fazer cards para o aniversario de meu esposo.
    58 anhos. Y vai fazer tamben os cen anhos de su fazenda de trabalho.
    Ele tem cana de azucar, e uma fazenda agricola produtiva de herenca de sus avos.
    Ainda em sudamerica tem muito valor o trabalho da familia.
    Eu trabalho em a fabrica que fundo meu pai de balas, chiclets, chicle bola,
    Espero algum comentario para fazer handmade cards, original e com carinho, mais linda.
    Saludos
    Patricia. Bolivia

  17. fatima ascenso 16 de fevereiro de 2010 at 5:03 #

    ola
    obrigado por esta reportagem
    ja nao via a muitos anos uma feira assim
    o cheiro de varios alimentos deve ser maravilhoso
    um dia destes, vou tirar fotos da nossa em Portugal
    bjs
    fatima

    • Cris Turek 16 de fevereiro de 2010 at 14:27 #

      Boa idéia Fátima. Vamos mostrar outras formas de costumes, fazer um intercâmbio.
      Um beijo.

Deixe uma resposta